Carlos Palacios reúne diversos handicaps que o colocam como um bom investimento por parte do Inter

Fabio Utz
·2 minuto de leitura

Anunciado como primeiro reforço do Internacional, Carlos Palacios preenche, no mínimo, dois pré-requisitos para este momento do clube. E é por aí que se pode dizer, de antemão, que o clube faz bem em contratar o chileno.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O primeiro ponto tem relação direta com a filosofia que começa a ser implantada no Beira-Rio. A aposta em um jovem valor, que pode gerar ganhos técnicos dentro das quatro linhas e propiciar, no futuro, uma negociação que garanta frutos econômicos, é um ponto a ser ressaltado. Além disso, claro, trata-se de um nome cujas características vão ao encontro do projeto de futebol idealizado por Miguel Ángel Ramírez, que valoriza por demais as ações de velocidade pelos lados do campo.

Me sinto bem jogando por dentro, por fora, como ponta, como armador, não tenho problema. No Unión era usado assim, tanto por dentro como pela direita ou pela esquerda.Carlos Palacios, reforço do Inter

Palacios tem apenas 20 anos e foi escolhido a revelação do último Campeonato Chileno. Também ganhou o prêmio de segundo melhor jogador da competição, em votação realizada pelos treinadores e capitães dos times. Formado no Unión Española, estreou entre os profissionais na temporada 2018. Desde então, disputou 58 jogos e marcou dez gols. Em novembro de 2020, recebeu sua primeira convocação para a seleção chilena e já foi a campo em partida contra a Venezuela, pelas eliminatórias da Copa do Mundo. São handicaps que valorizam ainda mais o investimento. Ele assinou com o Inter por um ano de empréstimo e mais três em definitivo. Ou seja, o vínculo vai até o final de 2025, e o gringo tem muito tempo para mostrar seu futebol.

Para mais notícias do Internacional, clique aqui.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.