Carlos Ghosn sobre desempenho da Nissan-Renault: “patético”

Yahoo Finanças
Carlos Ghosn, quando ainda atuava como chefe executivo da Nissan. (Foto: REUTERS/Toru Hanai)
Carlos Ghosn, quando ainda atuava como chefe executivo da Nissan. (Foto: REUTERS/Toru Hanai)

O executivo brasileiro Carlos Ghosn, epicentro de uma polêmica passagem pela montadora japonesa Nissan, que acabou em sua prisão e fuga do Japão, avaliou os resultados financeiros atuais de sua antiga “casa”, e declarou que o desempenho da Nissan-Renault em meio à crise é “patético”. As informações são do UOL.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Siga o Yahoo Finanças no Google News

A fala de Ghosn foi registrada e publicada pelo jornal francês “Le Parisien”. 

 Leia também

"Acho patéticos os resultados da Nissan e da Renault”, disse o executivo, considerado referência na gestão de empresas do setor automotivo, e parcialmente responsável pelos bons números da Nissan, antes de cair em desgraça. “Não existe mais uma mistura real de gestão entre Renault e Nissan, mas uma distância desconfiada”, disse. 

Ghosn compara o desempenho da Nissan e da Renault com outras empresas do setor. “Todos estão enfrentando a mesma crise, mas a Renault e a Nissan estão sendo punidas mais que as outras”, diz.

Atualmente, o executivo mora no Líbano, para onde escapou da prisão domiciliar no Japão, em 2019, em uma fuga cinematográfica. Ghosn é acusado de más práticas administrativas, mas sustenta que foi vítima de uma armação de executivos que queriam derrubá-lo do topo da gestão da Nissan. Ele aguarda atualmente o julgamento de um pedido de extradição do governo japonês. 

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também