Carlos Germano se despede de Roberto Dinamite destacando a importância do ídolo para sua carreira no Vasco


Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Roberto Dinamite recebeu milhares de homenagens nesta segunda-feira, em São Januário. Mas poucos se dizem tão afetados positivamente quanto Carlos Germano. Goleiro em início de carreira com o então experiente atacante, preparador de goleiros com o então presidente do Vasco... e muito mais.

- É sempre muito difícil falar do nosso Roberto. Referência maior do nosso clube, como atleta. E referência para mim, como pai de família. Eu me inspirei muito nele como pai de família. E me ajudou bastante no clube. Toda minha caminhada no Vasco se deve a poder jogar ao lado do Roberto em 1992, e treinar com ele várias vezes desde o início de 1990 - lembrou Germano, antes de completar:

- Vai fazer muita falta para a torcida vascaína mundo afora. Difícil para nós vascaínos, que temos Roberto como o maior ídolo nosso. E achamos que jamais vai acontecer com os nossos heróis. Achamos que são para sempre, e são para sempre - filosofou.

-> Confira a tabela do Campeonato Carioca

O velório de Roberto Dinamite vai até esta noite. O enterro do Maior de Todos será nesta terça, em Duque de Caxias.

Velório Roberto Dinamite - Carlos Germano
Velório Roberto Dinamite - Carlos Germano

Carlos Germano conviveu com Dinamite (Armando Paiva/LANCE!)