Carlos Eduardo sai do banco, faz dois golaços e Athletico vence Ceará fora de casa

Futebol Latino
·3 minuto de leitura


Em confronto de times iguais na tabela entre Ceará e Athletico Paranaense, pela 33ª rodada do Brasileirão, o Furacão levou a melhor sobre o Vozão e venceu por 2 a 0, em um duelo em que os mandantes tiveram mais chances de abrir o marcador e até ampliar. Mas o time de Autuori foi mais efetivo e chegou a sua segunda vitória consecutiva, além de empatar em pontos com o próprio time alvinegro.

Com o resultado, o Athletico chegou aos 45 pontos e passou o Ceará por ter uma vitória a mais que o Vozão, que é o nono colocado. As equipes almejam Libertadores já que a classificação pode até virar G-8 até o fim do Brasileirão.

JOGO DE POUCAS CHANCES

Ceará e Athletico Paranaense apareceram por vezes no campo de ataque, mas o último passe das duas equipes não entravam. Aos oito minutos veio a primeira chance do jogo, onde Lima fez uma linda jogada e achou Léo Chú na área. O meia cruzou para Vina, que tentou acertar o canto e viu Santos ficar com ela.

Tanto o Vozão quanto o Furacão passaram a trocar massivamente passes para buscar espaços, mas encontravam muitas dificuldades para achar brechas. A alternativa que o Athletico achou aos 26 minutos foi numa jogada aérea com Thiago Heleno, que lançou Fernando Canesin. O meia cruzou e Vitinho testou com muito perigo por cima do travessão.

IH, RAPAZ. E AGORA?

Na retomada do jogo logo após a parada técnica, feita aos 30 minutos, o zagueiro Thiago Heleno reclamou com a arbitragem que as bolas estavam murchas. Mas pelos lados do Ceará, os jogadores discordaram e ficou um impasse.

CEARÁ VOLTOU COM MAIS PERIGO

Logo no primeiro minuto depois do intervalo, o Vozão chegou com perigo em um chute forte de Vina, mas o arremate foi em cima do Santos. Mais tarde, novo lance de perigo do Ceará após cruzamento de Lima, que achou Cléber. O chute do camisa 89, porém, acertou Pedro Henrique no meio do caminho.

O Vozão adiantou a marcação para tentar pressionar o Athletico, que pouco produziu na etapa final e principalmente até a parada técnica, aos 30 minutos.

FICOU PISTOLA!

Segundo informações da TNT Sports, Renato Kayzer não ficou contente após ser substituído e esbravejou no banco de reservas.

OLHA O GOL, AÍ!

O Athletico Paranaense pouco havia assustado o goleiro Richard, mas Carlos Eduardo, que entrou no intervalo, tratou de abrir o marcador aos 40 minutos. O atacante conseguiu recuperar a bola, conseguiu tirar Luiz Otávio da jogada e chutou na saída do goleiro do Vozão.

BRILHA A ESTRELA DE CADU

Carlos Eduardo marcou mais um belo gol. O atacante recebeu de costas na meia-lua, com um toque ele conseguiu tirar o zagueiro do Ceará e chutou novamente na saída de Richard.

FICHA TÉCNICA
CEARÁ X ATHLETICO-PR - 33ª RODADA DO BRASILEIRO
Estádio: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: 31 de janeiro de 2021, às 16h
Árbitro: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)
Assistentes: Henrique Neu Ribeiro (SC) e Fabiano da Silva Ramires (SC)
Árbitro de vídeo: Gilberto Rodrigues Castro Junior (PE)
Gramado: Bom
Cartões amarelos: Renato Kayzer e Khellven (ATH)

GOLS: Carlos Eduardo, 40'/2ºT (0-1); Carlos Eduardo, 47'/2ºT (0-2)

CEARÁ (Técnico: Guto Ferreira)
Richard; Samuel Xavier, Tiago, Luiz Otávio e Alyson; Fabinho, Fernando Sobral, Lima, Vina e Léo Chú (Leandro Carvalho, aos 21'/2ºT); Cléber.

ATHLETICO-PR (Técnico: Paulo Autuori)
Santos; Khellven, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner Vinícius; Richard, Léo Cittadini, Vitinho (Carlos Eduardo, no intervalo) e Fernando Canesin (Zé Ivaldo, aos 27'/2ºT); Nikão e Renato Kayzer (Bissoli, aos 27'/2ºT).