Carlos Cereto dá a sua versão sobre saída da Globo: 'A grande verdade'

Carlos Cereto deu entrevista ao podcast "Deu Zebra" na última segunda-feira (Foto: Reprodução/Youtube)


O repórter Carlos Cereto resolveu contar sua versão sobre a saída do "Grupo Globo". Em entrevista ao podcast "Deu Zebra", apresentado por Daniel Peixoto, o Alfinete, e Fábio Sormani, o jornalista alegou que pediu demissão da emissora por não ter se adaptado ao Rio de Janeiro e ter se descontentado com algumas decisões editoriais.

- A grande verdade, a única verdade, é que depois de 22 anos eu pedi para sair da TV. Eu fiquei dois anos no Rio de Janeiro, fui apresentar um programa (‘Acabou a Brincadeira’) que não deu certo. Uma excelente ideia, mal executada. Minha família não se adaptou ao Rio. Eu fui para lá com uma promoção. Quando o programa acaba, eu fico sem função e peço para voltar à São Paulo, mas não foi possível - explicou.

- Eu perdi espaço e fiquei descontente por isso e pela questão da mudança da linha editorial da emissora no esporte - completou Cereto.

+ Sem reforços, Palmeiras vira piada na web: “Virou médico?”

Carlos Cereto deixou a Globo em 2021. Na época, o "UOL" publicou que a emissora precisou pagar uma indenização a uma funcionária por denúncias de assédio moral contra o jornalista, fato que teria sido decisivo para a saída do repórter. Já na ocasião, Cereto chamou a notícia de "mentira de alguém que quer me prejudicar".