Carlos Bolsonaro volta aos poucos às redes sociais

Carlos retomou somente seu perfil no Instagram. (Foto: Reprodução/Instagram)
Carlos retomou somente seu perfil no Instagram. (Foto: Reprodução/Instagram)

Durou 3 semanas - exatos 21 dias - o ‘detox’ de Carlos Bolsonaro das redes sociais. Seu retorno, no entanto, ainda é tímido. Após desativar suas contas no Twitter, Facebook e Instagram, o vereador pelo PSC do Rio de Janeiro retomou apenas a última.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Apesar de ter a conta do Instagram novamente, o filho do presidente Jair Bolsonaro ainda não fez nenhuma postagem. Sua última foto é do dia 11 de novembro, um dia antes de desativar todas as contas. Já o Twitter e Facebook permanecem desativados.

Leia também

Carlos e seus interlocutores ainda não comentaram o motivo da saída das redes.

Assíduo nas redes, o segundo filho do presidente foi o responsável por operar as contas do ex-capitão do Exército durante sua campanha eleitoral em 2018.

Bolsonaro já atribuiu o bom desempenho de suas redes ao gerenciamento do filho, que chamou de ‘fera nas redes sociais’ e defendeu-o de críticas, dizendo inclusive que Carlos deveria ter um cargo de ministro em seu governo.

"Ah, o pitbull? Tá atrapalhando o quê? Não me atrapalhou em nada. Acho até que devia ter um cargo de ministro. Ele que me botou aqui. Foi realmente a mídia dele que me botou aqui. E ele não tá pleiteando cargo de ministro. Poderia botá-lo, mas não pleiteando isso aí", disse o presidente, em abril "Twitter, Facebook e Instagram não tomam nem 30 minutos do dia. Quem realmente me ajuda nessa coordenação é o Carlos Bolsonaro. Por isso muita gente quer afastá-lo de mim", reforçou o presidente.

Após as eleições, Carlos continuou com acesso às redes do pai, provocando polêmicas em alguns momentos.

Relembre outras tuítadas de Carlos

O mais recente foi quando usou a conta do Twitter do presidente para postar uma mensagem polêmica em apoio à prisão em 2ª instância, em pauta no Congresso através de uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição). Minutos depois, apagou o conteúdo da conta do pai e usou a própria conta para pedir desculpas e admitir que fez a postagem sem a autorização do pai.

“Eu escrevi o tweet sobre segunda instância sem autorização do Presidente. Me desculpem a todos! A intenção jamais foi atacar ninguém! Apenas expor o que acontece na Casa Legislativa!”, afirmou o vereador.

POLÊMICAS EM SUAS REDES

Em suas redes, Carlos também já protagonizou momentos e declarações que precisaram ser explicadas depois. Em setembro, disse no Twitter que “por vias democráticas a transformação que o Brasil quer não acontecerá na velocidade que almejamos”.

Leia também