Carille explica entradas de volantes: “Não tínhamos jogador de ataque”

O técnico do Corinthians, Fábio Carille, completou nesta quinta-feira seu quarto jogo sem vitória no comando do clube. Talvez o mais “doloroso” da série, já que levou o empate do Red Bull, que tinha um jogador a menos, nos acréscimos da etapa final, o duelo terminou com o Alvinegro ostentando três volantes (Marciel, Fellipe Bastos e Gabriel), fato explicado sucintamente pelo comandante.

“Você não olhou nosso banco. Não tínhamos jogador de ataque, Pedrinho pediu substituição, Léo Jabá sentiu cansaço, Marciel é mais jogador de ataque para mim do que o Maycon. São circunstâncias”, comentou Carille, preferindo exaltar a boa participação de Pedrinho no embate. “Fiquei feliz pelo desempenho do Pedrinho, moleque com personalidade e qualidade. Sei que ganhei um jogador”, avaliou.

Para o comandante, o Timão não tem conseguido construir as suas jogadas de ataque, principalmente as tradicionais triangulações, buscadas por ele a todo jogo. “É o que nós estamos buscando. Fomos abaixo em relação ao jogo do Luverdense, em criamos bastante. Contra a Ferroviária foi muito pouco e hoje (quinta) um pouco mais. Precisa melhorar isso aí”, explicou, ressaltando que a queda de desempenho se dá num momento em que o clube já está classificado no Paulista.

“Não preocupa tanto o resultado, preocupa mais o desempenho. Demos uma caída no momento que podemos, clássico no domingo, semana que vem já tem a fase decisiva, jogadores retornando. Preocupa, muitos jogos sem vencer, mas é um momento em que podemos errar. Sabíamos que teríamos dificuldade por conta de mudanças, mas a grande busca nossa agora é esse setor de ataque”, assegurou Carille.

Com 20 pontos conquistados, o Corinthians empatou com Ponte Preta e Red Bull, e perdeu da Ferroviária nas últimas três partidas do Estadual. Antes disso, havia levado o empate também na volta da eliminatória contra o Luverdense, pela Copa do Brasil. O clube agora está quatro pontos atrás do arquirrival Palmeiras, com poucas chances de ficar com a melhor campanha de toda a primeira fase do Paulista.