Carille entende frustração da torcida e defende atuação do Corinthians

O Corinthians não passou de um empate por 1 a 1 com o Luverdense na noite desta quinta-feira. O resultado foi suficiente para avançar à quarta fase da Copa do Brasil, já que o time dirigido por Fábio Carille havia derrotado o adversário mato-grossense por 2 a 0 na Arena Pantanal, mas frustrou os torcedores presentes em Itaquera.

“Isso é normal”, aceitou Carille. “O torcedor vem a campo pensando na nossa sequência sem perder, esperando gols, então vejo com normalidade. Precisamos ter paciência porque estamos no caminho certo, classificados para a próxima fase e sabendo que ainda há muito a melhorar”, acrescentou.

A torcida, no entanto, foi paciente na maior parte do jogo. Comemorou o gol do centroavante Jô no primeiro tempo e incentivou quando a equipe diminuiu o ritmo no segundo. O apoio se tornou ainda maior depois que Ricardo anotou pelo Luverdense, porém se transformou em cobrança a partir de uma série de oportunidades desperdiçadas e de uma inútil troca de passes defensiva nos minutos finais.

“Não faltou concentração. O time foi intenso, marcando forte. Cobrei isso todos esses dias. Às vezes, você fica com a guarda baixa após fazer um bom resultado fora de casa. Não foi o que aconteceu, mas voltamos a ter erros de passe e de finalização”, defendeu Carille.

Mesmo com as falhas, o treinador acredita que o Corinthians fez por merecer a vitória em Itaquera. “Criamos muitas chances, chegando na cara do gol adversário com o Jadson, com bolas paradas, com o cabeceio que o Kazim errou, com o Arana e o Fagner nas laterais… Faltou tranquilidade na hora de finalizar”, sintetizou Fábio Carille.