Carille admite erros e cobra atenção, mas aprova 'melhor jogo fora de casa'

Fabio Carille notou uma série de erros técnicos do Corinthians, como em passes e marcação do lado esquerdo da defesa, cobrou atenção para o compromisso de volta, mas deixou o Beira-Rio satisfeito pelo empate em 1 a 1 com o Internacional na ida da quarta fase da Copa do Brasil, nesta quarta-feira. O treinador ainda classificou o duelo em Porto Alegre como a melhor exibição do Timão atuando como visitante em suas 20 partidas de 2017.

- Dos jogos fora de casa com certeza foi o melhor. Fizemos bons jogos em casa, contra o Palmeiras fomos bem no primeiro tempo, contra o Santos também. Mas hoje (quarta-feira) foi a melhor partida do Corinthians jogando sob meu comando fora de casa - pontuou Carille, mesmo admitindo os erros de seu time.

- Estamos trabalhando. Quando melhorarmos os passes, acertarmos mais os passes simples vamos chegar com mais força. Os goleiros apareceram porque foi um jogo aberto. Mas qualquer vantagem, por mínima que seja em jogo grande, é vantagem. Saio feliz. Tenho cobrado para chegarmos melhor na frente, e hoje foi melhor que outros jogos. É jogo grande, em que eles buscam um gol para levar para os pênaltis. Temos de ter a mesma atuação e saber explorar. Se for para o fim do jogo sem resultado que favorece eles, vão ter que se abrir na nossa casa. É bom ter essa vantagem na nossa casa - explica.

O Corinthians já passou por Caldense, Brusque e Luverdense na Copa do Brasil, e defende o tabu de nunca ter sido eliminado do torneio por uma equipe de divisão inferior, como é atualmente o Internacional. Antes de voltar a pensar no Colorado e na competição eliminatória, porém, o desafio do Timão é a semifinal do Campeonato Paulista, quando visita o São Paulo, domingo, no Morumbi.

- A gente sabe que jogar em casa dá uma diferença, o Inter usou a força de sua casa e eles sabem o poder de jogarmos em Itaquera. Temos uma vantagem mínima, mas não podemos ficar retraídos, temos que nos impor na nossa casa e temos que ter todas as atenções. E a partir de agora vamos pensar no São Paulo, força total para fazermos um grande jogo no Morumbi.







E MAIS: