Cardiff paga pela transferência de Emiliano Sala quatro anos após sua morte

Emiliano Sala morreu em 2019 em um acidente aéreo(Foto: LOIC VENANCE / AFP)


Quatro anos depois da trágica morte do atacante argentino Emiliano Sala em um acidente de aião, o Cardiff pagou os seis milhões de euros pela transferência do falecido jogador. A tragédia aconteceu em 2019, antes do atleta chegar ao clube inglês. Ele tinha 28 anos e morreu na queda do avião que o levava de Nantes a Cardiff, onde ele ia se juntar àquela que seria sua nova equipe.

O Cardiff tinha se negado a pagar pela transferência de Emiliano Sala, dizendo que esta ainda não tinha sido concluída, devido ao falecimento do argentino. A Fifa ordenou naquela época, que fosse paga uma parcela, correspondente a 6 milhões de euros, dos 17 milhões que tinham sido acordados entre as partes.

+ Veja as últimas do mercado no novo vaivém do LANCE!


O Tribunal Arbitral do Esporte rejeitou em 2022, um recurso do Cardiff, alegando a impossibilidade de conclusão. Desde então, o clube sofreu um "transfer ban". Na época em que Sala morreu, o time estava na Premier League, mas hoje está na 20 posição da Segunda Divisão. Agora que pagou a taxa, o clube pode voltar a contratar jogadores.

Segundo a imprensa britânica, o clube de Gales ainda tenta na Justiça uma indenização de de 80 milhões de libras junto ao Nantes por entender que a morte de Sala influenciou indiretamente no rebaixamento do time naquela temporada.

Sala morreu em 21 de janeiro de 2019, quando viajava para o Reino Unido, onde seria apresentado ao seu novo clube. O avião particular que o transportava, sofreu um acidente e desapareceu no Canal da Mancha.