Cara de revanche e foco em Daniel: Juventus e Barcelona reeditam recente final pela Champions

"It's time". Assim vem destacando a Juventus nas horas que antecedem o aguardado duelo diante do Barcelona, a ser realizado nesta quarta-feira, às 15h45 (de Brasília), em Turim, pelas quartas de final da Liga dos Campeões. Para o confronto, os italianos jogam a ida em busca de uma revanche sobre os catalães, que os derrotaram na final da edição 2014/15.

O discurso de vingança dentro do clube bianconero, no entanto, não existe - ao menos não é externado. Por lá, o excelente momento na temporada, onde a Juve está com o "Scudetto" italiano praticamente no bolso, que é o fator enaltecido.

- Eles são mais ou menos os mesmos, enquanto nós mudamos bastante. Nossa confiança em nós mesmos, principalmente, aumentou muito - afirmou o técnico Massimiliano Allegri em referência à decisão da Champions da penúltima temporada, quando o Barça venceu por 3 a 1.

Para o duelo no Juventus Stadium, Allegri terá os argentinos Higuaín e Dybala como principais trunfos visando levar uma boa vantagem ao Camp Nou, na partida de volta (dia 19). Outro importante atacante, Mandzukic, que era dúvida por conta de problemas musculares, está entre os relacionados.





Aos 23 anos, Dybala, aliás, pode subir de patamar no caso de atuações que façam a diferença no confronto. Em entrevista ao diário "Marca", a joia destacou a ótima forma de seu time, que está rendendo mais do que os culés atualmente, de acordo com o próprio.

- Acredito que vamos chegar à partida na nossa melhor forma. Estamos melhor que eles, no melhor momento da temporada. Nós, em casa, somos muito fortes. Por isso, não devemos ter medo de nada. Respeitar, sim, mas sem temer - salientou Dybala.

REENCONTRO COM DANIEL ALVES

Após a histórica "remontada" sobre o Paris Saint-Germain na fase anterior, o Barcelona aterrissa na Itália com quatro baixas: os lesionados Vidal, Rafinha e Turán e Busquets, suspenso e tido como "vital" pelo técnico Luis Enrique. Mas o torcedor pode ficar tranquilo quanto ao setor ofensivo. Isso porque, o trio MSN, principal fortaleza da equipe espanhola, marcará presença neste dia 11.

Na Espanha, cabe ressaltar, o principal assunto, tanto na imprensa quanto nas ruas, tem Daniel Alves como protagonista. Lenda do Barça, o lateral-direito optou pela Juventus nesta temporada, dando adeus à Catalunha após oito anos, três Liga dos Campeões e outros canecos importantes. Ao site da Fifa, o brasileiro comentou a respeito do reencontro com seus antigos companheiros e esbanjou sinceridade.

- É estranho (jogar contra). Eu tenho certeza que o Barcelona sente a minha falta! Eu acho que eles foram felizes comigo como profissional, como jogador de futebol e como alguém bom para estar no ambiente, que torna cada jogo único com uma nova dança, música ou qualquer outra coisa - disse Dani.









Daniel Alves

Daniel Alves conquistou tudo com o Barça (Foto: Divulgação)

Não podendo mais contar com Daniel Alves em sua defesa, Luis Enrique evitou relembrar a já citada final de 2015, onde o lateral, inclusive, esteve presente.

- Tenho memórias positivas, claro. Mas o jogo de amanhã não tem nada a ver com o que foi aquela final. Estamos em um bom momento, com vontade de passar de fase - comentou Lucho, completando sobre a força dos rivais:

- Os números da Juventus são espetaculares. Será muito difícil superar um adversário dessa magnitude, mas temos o objetivo de fazer uma grande partida aqui (Turim), independente do cenário e do local - concluiu o técnico.




Em tempo: o embate também desperta interesse por conta do reencontro de
Suárez e Chiellini, vítima da famosa mordida do atacante uruguaio na última Copa do Mundo, no Brasil. Como podemos constatar, temperos não faltam para o prato principal da competição continental. Boa apetite!

FICHA TÉCNICA
JUVENTUS X BARCELONA


DATA/HORA: 11/04/2017, às 15h45 (de Brasília)
LOCAL: Juventus Stadium, Turim (ITA)
ÁRBITRO: Szymon Marciniak (POL)

JUVENTUS: Buffon; Daniel Alves (Liechtsteiner), Barzagli (Chiellini), Bonucci e Alex Sandro; Khedira, Marchisio, Cuadrado, Mandzukic e Dybala; Higuaín. Técnico: Massimiliano Allegri.

BARCELONA: Ter Stegen; Sergi Roberto, Piqué, Mascherano e Jordi Alba; Rakitić, André Gomes e Iniesta; Messi, Suárez e Neymar. Técnico: Luis Enrique.










E MAIS: