Capitão de Gana não acredita que problemas de Cristiano Ronaldo afetarão Portugal na estreia

Capitão da seleção de Gana, Andre Ayew, durante entrevista coletiva em Doha

Por Nick Said

DOHA (Reuters) - O capitão da seleção de Gana Andre Ayew não acredita que a saída conturbada de Cristiano Ronaldo do Manchester United terá qualquer influência na partida pelo Grupo H da Copa do Mundo na qual sua equipe enfrentará Portugal na estreia de ambos no torneio disputado no Catar, e ele fez um apelo para que seus companheiros sejam "corajosos" no confronto no Estádio 974 na quinta-feira.

Cristiano Ronaldo anunciou na terça-feira que rescindiu seu contrato com o United por mútuo acordo, após comentários públicos que ele fez em relação à direção do clube e ao técnico Erik ten Hag.

No entanto, Ayew avaliou que isto não deverá ser uma distração para Portugal na estreia do Mundial.

"Não é nosso problema o que está acontecendo dentro da equipe portuguesa", disse o jogador de 32 anos aos repórteres nesta quarta-feira. "Eles são todos grandes profissionais que jogam nos melhores times e estarão prontos para a Copa do Mundo, independente do que esteja acontecendo."

As seleções de Tunísia e Marrocos já conseguiram segurar adversários europeus famosos neste Mundial, ao empatarem sem gols com gols com Dinamarca e Croácia respectivamente, e Ayew disse que não há nenhuma razão para que Gana não possa fazer o mesmo ou até melhor.

"Entramos neste jogo tendo Portugal como favorito no papel. Mas temos que mostrar que é mais importante o que acontece em campo. Estamos jogando contra uma grande equipe com os melhores jogadores, mas acreditamos em nós mesmos e vamos dificultar muito as coisas para eles", disse ele.

"Quando se está jogando o primeiro jogo de um torneio, nunca é o decisivo. Aconteça o que acontecer, você ainda tem uma chance de passar", afirmou.

"O primeiro jogo é um em que você pode ir para ele e ser corajoso. Seria um grande bônus para nós conseguirmos algo (da partida)."

SOBREVIVENTES

Ayew e seu irmão Jordan são os únicos remanescentes da seleção de Gana que perdeu por 2 x 1 para Portugal em seu último confronto da fase de grupos no Mundial de 2014, quando Cristiano Ronaldo marcou o gol da vitória a 10 minutos do fim.

"As duas equipes mudaram muito desde então. É um jogo diferente. Quando jogamos contra eles em 2014, tínhamos que vencer por dois gols para avançar", disse Ayew.

"Não é o mesmo jogo, ou o mesmo momento, é completamente diferente. Cada jogo tem suas próprias realidades e vamos tentar dar a eles um momento difícil."

"Todos sabemos que nestes grandes torneios há surpresas que podem acontecer, só precisamos estar prontos. Não sinto que ninguém esteja estressado ou com ansiedade antes do jogo", disse.

"Tenho certeza de que quando o jogo chegar haverá pressão, se você não sentir, você não é humano."