Cantor sertanejo Zé Neto se desculpa após ação homofóbica vestindo camisa do São Paulo em live

·3 minuto de leitura


No Mês do Orgulho LGBTQIA+, o cantor sertanejo Zé Neto, da dupla com Cristiano, provocou revolta após praticar um ato homofóbico durante uma live, neste sábado. Após perder uma aposta com amigos, o artista torcedor do Palmeiras começou a "imitar" uma pessoa homossexual, dizendo estar alegre e fazendo gestos. O desrespeito ganhou reclamações dos internautas.

+ TABELA: Libertadores define jogos das oitavas de final; confira

+ Começou o Brasileirão! Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

- Coloquei essa camisa e já estou me sentindo bem. Nossa, estou supertranquilo. Tá vindo um ventinho gelado, não tá? - desrespeitava o cantor. Ele ainda chegou a dizer que vestir a camisa do Corinthians seria pior, lembrando a rivalidade do futebol entre o Alviverde e o Alvinegro.

Nas redes sociais, as falas do cantor não ficaram livre de lamentos. Somente no Brasil, de acordo com dados do Grupo Gay da Bahia (GGB), divulgado em 2019, o país registra uma morte por homofobia a cada 23 horas. Historicamente, o clube do Morumbi carrega um preconceito com pessoas homossexual.

Ainda durante a apresentação promovida pela cervejaria Brahma, Zé Neto se desculpou "com quem se sentiu ofendido ou entendeu errado". Confira o vídeo e as risadas com o preconceito abaixo:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

- Preciso falar. Isso aqui foi uma brincadeira, o negócio da camisa. O pessoal brinca, tudo mais. Sei que existem as causas, existem pessoas na minha família que são de outras opções sexuais, a gente respeita todo mundo - disse ele ao desrespeitar. Uma pessoa ainda interrompe ele, explicando que não é uma "opção".

- Aproveitando o ensejo, me retratando aqui. É tudo uma brincadeira, igual o pessoal tira sarro e brinca que corintiano e palmeirense são tal coisa. Se alguém se sentiu ofendido, do fundo do coração essa não foi a intenção. Minha intenção foi brincar, a gente está zoando um negócio que não tem nada ver. Mas me desculpe se alguém se sentiu ofendido, peço desculpas ao vivo. Não estou preocupado se vão me cancelar, me linchar ou qualquer coisa - preocupou-se.

O cantor chegou a receber críticas de torcedores do São Paulo e de fãs da dupla da música sertaneja. Eles cantam sucessos do público, como "Alô, Ambev", "Largados As Traças" e "S de Saudade". Ele ainda chegou a dizer que foi entendido errado ou "tenha me expressado mal"

- Eu tenho pessoas gays na minha família, como amigos, que trabalham comigo, não tenho nenhum tipo de preconceito com ninguém que tenha outro tipo de opção, ou como o próprio Maurílio (comediante que estava na atração) falou, não é opção — a pessoa nasce desse jeito— e eu respeito. Tenho filhos novos, não sei o que eles vão ser futuramente. Falando abertamente, se vocês se sentiram mal, com todo carinho... Não estou nem aí o que vão falar, não sei a proporção que tomou, estou aqui na live. Se foi de mau gosto para alguns, me desculpe - finalizou.