Canais do YouTube no Brasil serão tributados pelos EUA em até 30%

Redação Finanças
·1 minuto de leitura
Moscow, Russia - August 25, 2012: YouTube Webpage Close-up on LCD Screen. YouTube is a most visited video-sharing website.
Moscow, Russia - August 25, 2012: YouTube Webpage Close-up on LCD Screen. YouTube is a most visited video-sharing website.

A gigante Google vai descontar parte dos ganhos de youtubers fora dos Estados Unidos a partir de junho de 2021. Por determinação do Internal Revenue Service (IRS), órgão americano similar a Receita Federal, canais do YouTube, inclusive os brasileiros, terão que pagar até 30% da receita que vier de usuários nos EUA. 

Isso inclui ganhos com visualizações de anúncios, YouTube Premium, Super Chat, Super Stickers e Clube dos Canais. A receita obtida pelos criadores de conteúdo com usuários fora dos EUA não será considerada no cálculo.

Leia também:

Segundo a plataforma os donos de canais do YouTube devem apresentar informações fiscais pelo AdSense até 31 de maio de 2021. Os dados serão usados para verificar se há alguma retenção tributária e qual valor será descontado. Caso o procedimento seja realizado dentro do prazo, o desconto de até 30% levará em conta somente os ganhos com usuários nos EUA.

Veja os critérios para a cobrança das taxas:

- 15% sobre ganhos nos EUA: criadores que forneceram dados e estão em países com acordo fiscal com os EUA;

- 30% sobre ganhos nos EUA: criadores que forneceram dados e estão em países sem acordo fiscal com os EUA – é o caso do Brasil;

- 24% sobre ganhos em todo o mundo: criadores que não forneceram dados até 31 de maio de 2021.