Campeonato Italiano proíbe uniformes verdes a partir de 2022; entenda o motivo

·1 minuto de leitura

Não é só no Brasil que as cores causam polêmica - como a chuteira de Jô, do Corinthians. O Campeonato Italiano, a partir da temporada 2022/23, não irá permitir o uso de uniformes verdes para jogadores de linha. Mas, afinal de contas, qual a razão? O intuito é evitar que a cor dos mantos seja muito similar à do gramado, atrapalhando o contraste das transmissões televisas e dificultando a visualização dos espectadores.

Tons de verde estão presentes no manto do recém promovido Vezenia | Getty Images/Getty Images
Tons de verde estão presentes no manto do recém promovido Vezenia | Getty Images/Getty Images

A regra, que aparece no artigo 2 do regulamento do torneio nacional, foi divulgada com um ano de antecedência para que os clubes consigam planejar o lançamento das camisas pensando na campanha de 2023. Sassuolo e Venezia, por exemplo, possuem tons de verde nos seus mantos principais e, agora, deverão buscar alternativas. O mesmo irá acontecer com times que utilizam a cor nas camisas reservas ou terceiros uniformes, como foi o caso da Lazio na última temporada, por exemplo.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Acha que as regras acabaram? A liga também determina que uniforme alternativos sejam contrastantes, ou seja, um claro e outro escuro. Além disso, caso mais de três tons sejam utilizados, um deles deverá ser claramente dominante na camisa, calção e meião. A moda segue sendo levada a sério na Itália!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos