Campeonato Italiano pode ser encerrado por decisão do governo


A "Serie A", liga responsável pelo Campeonato Italiano, veio a público nesta quinta-feira e disse que a competição pode ser encerrada de forma prematura caso o governo federal ache que esta seja a melhor decisão por conta da crise provocada pelo novo coronavírus.

Através de um comunicado no site oficial da liga, o presidente da organização, Paolo Dal Pino, afirmou o desejo de terminar o campeonato em campo, mas admitiu que se não for possível respeitará a decisão. Uma nova reunião está marcada para sexta-feira para discutir o cenário.

- Se for possível (dar continuidade à Série A) seguindo todos os padrões de saúde e protocolos, ótimo. Se não for, nós vamos aderir estritamente as decisões do governo, como sempre fizemos.

PRESIDENTE DA FEDERAÇÃO ITALIANA É CONTRA ENCERRAMENTO DA LIGA

Na quarta-feira, o presidente da Federação Italiana de Futebol, Gabriele Gravina, se disse contra o fim do campeonato se não fosse dentro do campo. O mandatário afirmou que esta atitude seria a "morte do futebol italiano".

- Enquanto eu for presidente da FIGC, nunca assinarei o encerramento dos campeonatos, porque isso significaria a morte do futebol italiano. Estou defendendo os interesses de todos e rechaço firmar algo assim, a menos que as condições objetivas ponham em perigo a saúde das pessoas envolvidas neste esporte. Se encerrarmos definitivamente, o sistema perderá 800 milhões de euros (R$ 4,7 bilhões), o que cairia para 300 milhões de euros (R$ 1,7 bilhão) se jogarmos a portas fechadas.








Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também