Campeonato Cearense 2022 está sob sério risco de modificação; Entenda

Conquista ainda não foi homologada pela FCF (Divulgação/Fortaleza)


Uma acusação acolhida e reformada pelo Tribunal de Justiça Desportiva de Futebol do Ceará (TJDF-CE) contra o Crato envolvendo manipulação de resultados pode fazer com que toda a disputa do Campeonato Cearense deste ano sofra modificações em seu resultado.

De acordo com a decisão onde o clube do interior do estado foi excluído da competição bem como teve todos os resultados de suas partidas declarados como WO, os pontos nas 14 partidas disputadas pela equipe na primeira fase mudam de dono.

Algo que, consequentemente, implicam em mudanças também nos classificados a etapa seguinte e até mesmo na conquista do tetracampeonato por parte do Fortaleza, não podendo o título ser homologado, neste momento, pela Federação Cearense de Futebol (FCF).

As quatro equipes que disputaram as semifinais do estadual em 2022 prometeram recorrer da decisão assim como a própria FCF. Com direito, inclusive, a uma fala bastante áspera do presidente do Leão, Marcelo Paz, que fez um paralelo sobre situação envolvendo o clube do Pici há sete anos.

- O Fred Bandeira, que quis tirar o Fortaleza do campeonato (Cearense) em 2015, é quem está conduzindo (o processo referido), para querer melar o nosso tetracampeonato. Por que o Fred Bandeira foi indicado pelo Sindicato dos Árbitros? Queria que vocês pesquisassem isso aí. Qual foi a benfeitoria que ele fez para o Sindicato dos Árbitros? E todo mundo sabia que ele foi indicado para ser presidente. E por que o auditor que mudou o voto hoje deve ser o próximo presidente do Tribunal? Queria que vocês pesquisassem isso aí - apontou o presidente do Fortaleza em entrevista coletiva.

O presidente do TJDF, em palavras veiculadas pelo diário 'O Povo', rebateu a colocação do dirigente do Tricolor de maneira igualmente firme, alegando que a postura não combina com a posição ocupada por Marcelo Paz.

- É lamentável a postura de um dirigente de um clube de Série A e que está na Libertadores adotar esse tipo de atitude, atacando não só a minha pessoa, mas ao Tribunal como um todo. Deveria ter mais respeito e ter cuidado, para que não sofra consequências por esse tipo de ataque. Me limito a comentar o que o presidente Marcelo Paz falou, dizendo que foi feita a devida justiça sim, os votos foram aplicados - disse Fred, agregando:

- Em 2015 eu era procurador de justiça, fiz apenas uma denúncia, não fui eu que julguei. Nosso julgamento hoje foi pautado no contraditório e ampla defesa. Ataque pessoal não é atitude de dirigente que se preze, de dirigente que deveria ser grande, coisa que o Marcelo Paz se mostra pequeno. Lamentáveis os comentários, tenho certeza que ele fez isso de cabeça quente e deve repensar as atitudes. No mais, a insatisfação deve ser perseguida nas instâncias superiores.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos