Campello acata ordem judicial e envia informações de sócios do Vasco em pen drive para Junta Deliberativa


A novela em torno dos dados dos sócios aptos a votarem nas próximas eleições do Vasco tende a ter um desfecho em breve. Em vídeo divulgado na VascoTV na quinta-feira passada, o mandatário Alexandre Campello registrou o momento no qual reuniu as informações completas dos associados em um pen drive para direcioná-los à Junta Deliberativa. A expectativa é de que até o final desta tarde as informações sejam entregues.

Com esta atitude, Campello cumpre a ordem judicial da 19ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, que acatou ação movida pelo presidente do Conselho Deliberativo, Roberto Monteiro, e pelo presidente do Conselho Fiscal, Edmilson Valentim. A primeira lista entregue pelo dirigente cruz-maltino não trazia dados como CPF e fichas financeiras.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio


Alexandre Campello detalhou o motivo pelo qual omitiu os CPFs dos sócios aptos a votar no pleito cruz-maltino.

- Atendi a um pedido do Mussa, presidente da Assembleia Geral, para que eu fornecesse os dados cadastrais dos sócios do Vasco. Mas omiti os dados de CPF. Porque com CPF qualquer pessoa consegue dados pessoais, como WhatsApp, e-mail, renda, profissão e até mesmo sua situação fiscal. E essas informações são salvas em um pen drive como esse. Como eu garanto que seus dados não sejam usados para outros fins? - disse.



Em seguida, o mandatário rebateu às acusações de não comparecimento em uma reunião da Junta Deliberativa.

- Ah! E tem mais! Eu não faltei a reunião convocada para a ultima segunda-feira por este motivo, mas sim, porque estava em reunião defendendo os interesses do Vasco - afirmou.

Campello direcionou uma mensagem aos associados do Cruz-Maltino com um alerta.

- Então você, sócio do Vasco, se agora em diante receber ligações, SMS, Whatsapp, e-mails com pesquisas eleitorais, ou mesmo pedido de apoio, peço desculpas, mas infelizmente, por decisão judicial não terei mais como proteger seus dados sigilosos - frisou.






Leia também