Campeão olímpico no badminton morre aos 36 anos após colapso durante partida

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Markis Kido não resistiu a um mal súbito (Liu Jin/AFP via Getty Images)
Markis Kido não resistiu a um mal súbito (Liu Jin/AFP via Getty Images)
  • Markis Kido morreu na última segunda-feira, quando jogava badminton na Indonésia

  • Campeão olímpico em Pequim-2008, ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu a um mal súbito

  • Episódio aconteceu apenas dois dias depois do susto dado em campo por Eriksen na Eurocopa

Campeão olímpico nos Jogos de Pequim, em 2008, o indonésio Markis Kido morreu na última segunda-feira, aos 36 anos. O jogador de badminton sofreu um mal súbito quando disputava uma partida em sua terra natal e não resistiu.

Kido conquistou o ouro da modalidade nas duplas masculinas há 13 anos, ao lado de Hendra Setiawan. Apenas um ano antes, eles já haviam conquistado o título do Campeonato Mundial em Kuala Lumpur.

Leia também:

De acordo com Chandra Wijaya, também medalhista olímpico do badminton pela Indonésia, Kido sentiu-se mal quando disputava uma partida na cidade de Tangerang. O jogador chegou a ser socorrido por pessoas que acompanhavam o jogo, mas morreu no caminho para o hospital.

“O jogo estava divertido e estávamos até fazendo piadas. Eu estava vendo o jogo de trás dele, quando, de repente, ele caiu no chão. Nós ficamos em pânico e chocados, porque ele havia perdido a consciência e respirava de forma muito ofegante”, contou Wijaya.

Kido foi ouro olímpico pela Indonésia em 2008 (Power Sport Images/Getty Images)
Kido foi ouro olímpico pela Indonésia em 2008 (Power Sport Images/Getty Images)

A Federação Mundial de Badminton (BWF, na sigla em inglês) manifestou-se por meio das redes sociais e lamentou a morte de Kido. “Imortal, a foto e a lenda retratada nela. Descanse na grandeza, Markis”, escreveu no Twitter.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Caso aconteceu dois dias após o susto de Eriksen

A morte de Kido ocorreu apenas dois dias depois de o meia Christian Eriksen, da Dinamarca, também sofrer um mal súbito durante uma partida, mas de futebol. O jogador caiu no gramado, desacordado, no primeiro tempo do confronto diante da Finlândia, pela Eurocopa.

Eriksen recebeu massagem cardíaca e foi salvo graças ao uso de um desfibrilador, segundo explicou o departamento médico da seleção. Nesta terça-feira, o jogador, que segue se recuperando em um hospital de Copenhague, postou foto nas redes sociais e garantiu estar bem.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos