Campeão em estreia e já titular na Rússia, ex-zagueiro do Cruzeiro se diz ansioso pela Champions

Yahoo Esportes
(Foto: Getty Images)
(Foto: Getty Images)


Por Fábio Paine

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O zagueiro Murilo leva somente um mês vivendo na Rússia, após deixar o Cruzeiro e assinar com o Lokomotiv Moscou em um negócio de cerca de R$ 2,5 milhões de euros (R$ 10,5 milhões). Mas neste pouco tempo, já virou titular da equipe e conquistou um título, o da Supercopa da Rússia.

Seu objetivo agora é manter a sequência e chegar com tudo na Champions League.

Leia também:


O defensor de 22 anos já se mostra ansioso para a estreia no torneio continental, em setembro.

Jogar a competição foi algo que o incentivou a aceitar a proposta do Lokomotiv, que conhecerá seus adversários em sorteio a ser realizado em agosto.

Por estar no pote 3 ou 4, o time russo certamente terá pela frente um gigante europeu. Entre Real Madrid, Barcelona, PSG, Machester City, Juventus e Liverpool, um deles certamente será adversário.

"Sempre foi um sonho meu poder jogar a Champions League e sem dúvida já bate ansiedade. Isso também fez com que eu aceitasse a proposta do Lokomotiv que é um grande time da Rússia e conta com excelente jogadores", afirmou o zagueiro ao Yahoo.

A confiança dada pelo técnico Yuri Siomin e o fato de ter começado os três jogos da equipe na atual temporada titular surpreendem o defensor.

(Foto: Getty Images)
(Foto: Getty Images)



"Eu não esperava não chegar e assumir esta posição. Vim com muita humildade para mostrar o meu trabalho, mas graças as Deus as coisas estão acontecendo. Mas sei que tenho de manter os pés no chão para continuar crescendo", disse.

Nestes primeiros jogos, Murilo tem formado dupla de zaga com Vedran Corluka, experiente zagueiro croata de 33 anos, que já disputou duas copas do mundo e três Eurocopas, além de ter mais de 100 jogos pela equipe nacional.

"Mesmo eu não falando o idioma a gente tem conseguido se entender bem, e ele tem me ajudado muito dentro de campo. Também sou um cara que gosta muito de observar, então fico muito atento nos treinamentos. Sei que posso aprender muito com ele, pois é muito experiente e um líder deste time (se reveza como capitão com Guilherme)", explicou Murilo.

Em sua adaptação não apenas ao Lokomotiv, mas também À Rússia, Murilo aponta o goleiro brasileiro naturalizado russo Guilherme e o atacante português Éder como seus principais pilares.

"É muito complicado mesmo, por ser uma outra realidade, mas eles e o tradutor têm em ajudado muito, tornando mais fácil esta adaptação. Sendo fundamental para conversar, dar uma risada no treino. Os outros companheiros também foram muito receptivos", disse.

Murilo contou ainda que dentro das próximas semanas começará a ter aulas de inglês e russos.

O jogador nascido na Bahia também já se prepara psicologicamente para um outro desafio: o frio russo e a realidade de treinar e disputar diversas partidas com temperaturas negativas.

"Quando soube que viria para a Rússia, me preparei para isso. Claro que o inverno pode dificultar um pouco as coisas, mas não pode me abater e prejudicar de jeito nenhum e tenho certeza que não irá".

Com passagens por seleções de base, ele também deixa claro que a seleção principal está na mira e espera ser observado por Tite, que não visita a Rússia para observar jogadores e tampouco convocou alguém que atua no país para amistosos em 2018 e 2019.

"É um país com um campeonato forte e jogadores de qualidade. Então espero sim ser observado", afirmou.

Siga o Yahoo Esportes: Twitter | Instagram | Facebook | Spotify | iTunes |


Leia também