Campeão pelo Atlético-MG em 2013, Jô mira jogar primeira Libertadores pelo Corinthians: 'Ansiedade grande'

·3 min de leitura


Vencedor da Copa Libertadores com a camisa do Atlético-MG em 2013, Jô ainda não disputou uma edição da competição continental pelo Corinthians, clube do seu coração e no qual foi formado como jogador. O atacante não participou do torneio pelo Timão porque nas duas ocasiões em que teria essa chance, após se sagrar campeão brasileiro pela equipe em 2005 e 2017, acabou negociado no ano seguinte para o CSKA Moscou e o Nagoya Grampus, respectivamente.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA
> Veja até quando vai o contrato de cada jogador do Corinthians

Nesta última sexta-feira, ao comentar este fato curioso em entrevista coletiva concedida no CT Joaquim Grava, Jô destacou que vê o Alvinegro muito próximo de garantir a sua vaga na fase de grupos da Libertadores nesta reta final do Campeonato Brasileiro e não escondeu a expectativa para finalmente ter a experiência de defender o time no principal interclubes da América do Sul.

- É um torneio que todo jogador busca jogar. Eu atuei pelo Galo e tive a felicidade de ser campeão, mas pelo meu clube de coração nunca tive a oportunidade de jogar. Fui campeão brasileiro em 2005, em 2006 estava na Rússia e não joguei a Libertadores. E em 2017 fomos campeões e saí em 2018. Espero primeiro concluir nosso objetivo, essa vaga direta - projetou Jô.

Em seguida, o atacante afirmou que o Corinthians está perto de conquistar um lugar na competição sul-americana ao comentar o fato de que a equipe e o técnico Sylvinho vêm sofrendo muitas críticas dos torcedores principalmente pelo desempenho ruim exibido fora de casa. Ao ser batido pelo Flamengo por 1 a 0, no Maracanã, na quarta-feira, completou sete partidas sem vitórias como visitante, sendo que nesta série acumulou quatro derrotas e três empates.

- Ela (a vaga) está próxima, nós construímos isso, por isso a cobrança (da torcida). Nós nos colocamos neste patamar graças a um bom trabalho. A ansiedade é grande, então vamos em busca para eu poder jogar uma Libertadores pelo Corinthians - completou Jô, que é o artilheiro do clube nesta temporada, com nove gols, e o líder em assistências do time, com seis ao total.

NOVA FORMA DE JOGAR E EM ALTA COM SYLVINHO

Sem o mesmo vigor físico do passado, o atacante de 34 anos também precisou mudar a sua forma de jogar para continuar tendo espaço na equipe corintiana, na qual recuperou recentemente a titularidade. Sem a mesma velocidade e movimentação de outros tempos, ele vem funcionando como um homem de referência na frente, no papel de um pivô que serve os seus companheiros - até por isso, é quem mais deu passes para gols no Alvinegro nesta temporada.

- Foi uma mudança um pouco na maneira de jogar. Joguei a vida toda de um jeito, sempre fui um centroavante mais móvel, mas a idade chega, você tem de procurar ajudar de outras maneiras. Acredito que o Sylvinho esteja feliz, os números ainda são bons, claro que me cobro para melhorar - ressaltou Jô.

- Hoje já não sou tão móvel como antes e ajudo muito na maneira como tenho jogado. Requer tempo, tem sido desafiador, me cobro muito, tenho tentado melhorar a cada dia, a melhorar minha velocidade, agilidade, mas estou feliz. Vou procurar melhorar mais para ajudar o Corinthians - reforçou o jogador.

Jô, entretanto, não marca um gol desde a vitória por 3 a 1 sobre o Bahia, em Itaquera, no dia 5 de outubro, pela 24ª rodada do Brasileirão. A sua próxima chance de encerrar este jejum virá neste domingo, quando o Timão enfrentará o Santos no clássico marcado para começar às 16h, na Neo Química Arena.

E em caso de triunfo sobre o rival, a equipe comandada pelo técnico Sylvinho completará a sétima vitória seguida em casa e entrará no G4 do Brasileirão. Com 50 pontos, os corintianos ocupam a quinta posição e tentam ultrapassar o Red Bull Bragantino, quarto colocado, com 52 pontos, mas que tem um jogo a mais e já disputou sua partida desta 34ª rodada, antecipada porque o time pega neste sábado o Athletico-PR, no Uruguai, na final da Copa Sul-Americana.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos