Campeão do BBB10, Marcelo Dourado sonha em ser árbitro do UFC

Marcel Alcântara
AgFight
Campeão do BBB10, Marcelo Dourado sonha em ser árbitro do UFC
Campeão do BBB10, Marcelo Dourado sonha em ser árbitro do UFC

Nesta terça-feira (20) estreia na TV Globo mais uma edição do Big Brother Brasil. É tempo então de relembrar figuras marcantes que passaram pelo reality show mais famoso do país, e um deles tem muito a ver com MMA.

Marcelo Dourado, campeão do BBB10 e também ex-participante da quarta edição do programa, é lutador e professor de jiu-jitsu, além de já ter disputado lutas oficiais de MMA e também atuar como árbitro de eventos de Artes Marciais Mistas ao redor do Brasil. Ele contou com exclusividade à Ag. Fight um pouco sobre o que faz atualmente e seus planos.

“Agora ministro aulas de educação física, jiu-jitsu, boxe e MMA na minha academia, a Hipercubo. Tenho mais professores que também me ajudam. Faço treinamento funcional na praia e personal trainer. Me dedico 100% a isso e de vez quando dou uma voltinha de moto”, afirmou Dourado.

Aos 42 anos, o ex-BBB também revelou um sonho. Árbitro de MMA desde 2004, Dourado diz ter conduzido cerca de 60 lutas em sua carreira, mas agora ele mira voos mais altos. O faixa-preta de jiu-jitsu quer se oficializar como árbitro da CBMMA (Confederação Brasileira de Artes Marciais Mistas) para poder pensar em comandar lutas dentro do maior evento de MMA do mundo, o UFC.

“Tenho filiação com a CBMMMA , mas tenho que passar por alguns tramites legais. Preciso disso para ser um árbitro oficial. Me sinto muito bem arbitrando e os atletas elogiam bastante quando eu arbitro. Agora preciso do certificado e depois o pensamento é pega um Ultimate. Gostaria muito de arbitrar no UFC. É uma coisa que eu faço desde cedo. Desde o começo, meu professor Fernando Lemos lá em Porto Alegre sempre me colocava para ajudar. Para nos que estamos nesse meio o UFC é um sonho natural”, admitiu.

Marcelo Dourado também refletiu sobre os prós e contras de ter participado de um reality show que não tem nada a ver com sua profissão e de ser taxado como um “ex-BBB” no meio. O campeão da décima edição do programa refletiu sobre seus erros e acertos principalmente após a primeira passagem pelo reality, em 2004.

“Não digo que tenha atrapalhado, mas tem que administrar muito bem. Quando sai do primeiro (BBB que participou), mesmo treinando na Gracie Tijuca e Humaitá, onde treinava com Fabrício Morango (ex-UFC), não estava muito focado. Tinha muita viagem, alguns eventos e demorou para focar novamente. O BBB me ajudou expondo meu nome, mas faltou treino sério e não viajar tanto, sair menos. Isso com certeza prejudicou meu cartel. Se não tivesse o BBB, eu teria tido mais foco. Principalmente quanto a horários. Tive que aprender com a própria dor e só depois que consegui retomar. Hoje estou bem novamente e aos poucos e estou pegando o ritmo. Ainda pretendo fazer uma ou duas lutas para encerrar a carreira”, comentou.

Por falar em cartel, o de Dourado, de acordo com o site especializado “Sherdog”, é de sete derrotas e apenas uma vitória como profissional de MMA. O lutador rebate essa estatística, mas admite que isso o motiva a fazer mais lutas para “limpar” um pouco seu histórico no esporte.

“Não tenho saco e tempo para discutir isso, mas tem algumas luta minha que não entram no Sherdog. Cada ano que passa parece que entra uma luta a mais que eu perdi (risos). O cartel não reflete o atleta que sou. Mas ficou para mim essa má impressão também e eu pretendo lutar mais uma ou duas vezes exatamente para tirar isso”, confessou Marcelo Dourado.















Nesta terça-feira (20) estreia na TV Globo mais uma edição do Big Brother Brasil. É tempo então de relembrar figuras marcantes que passaram pelo reality show mais famoso do país, e um deles tem muito a ver com MMA.
Nesta terça-feira (20) estreia na TV Globo mais uma edição do Big Brother Brasil. É tempo então de relembrar figuras marcantes que passaram pelo reality show mais famoso do país, e um deles tem muito a ver com MMA.
Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também