Campeã olímpica em Barcelona-1992 afirma ser vítima de estupro

A ex-ginasta ucraniana Tatiana Gusto afirmou, em seu Facebook, que foi vítima de estupro. De acordo com a campeã olímpica nos Jogos de Barcelona-1992, o responsável foi o ex-ginasta Vitaly Scherbo, da Bielorrússia. A violência teria ocorrido durante uma etapa da Copa do Mundo de ginástica artística nos anos 90. Ambos os atletas defendiam, na época, a Comunidade dos Estados Independentes (CEI).

O suposto agressor soma seis medalhas olímpicas de ouro, todas conquistadas em 1992. A ginasta chamou Scherbo de monstro e afirma que ele a intimidou por anos.

- Eu sobrevivi a você e irei apoiar qualquer uma que quiser denunciar e que irá ganhar confiança em si mesma para ajudar outras - escreveu.



Tatiana conta que o estupro ocorreu em 1991, em Stuttgart, na Alemanha. Na época, ambos defendiam a União Soviética. A ucraniana, atualmente com 41 anos, também atacou a sua companheira de equipe, Tatyana Toropova, por não tê-la ajudado. O medalhista de ouro por equipes e nas paralelas em Barcelona-1992, Rustam Sharopov, é acusado de ajudar Scherbo a estuprar Gusto.

- Essa sou eu sendo corajosa após 27 anos. Tatyana Toporova, que eu pensava que era minha amiga e colega no time nacional da URSS obrigado por não ser corajosa por mim quando precisei que você se levantasse, que me apoiasse e lutasse pelos direitos da mulher em um ato tão terrível. Não é não. Você estava lá, ouviu tudo e não fez nada para me proteger... Rustam Sharipov, obrigado por ser um grande guarda-costas para seu amigo que me estuprou em Stuttgart 1991 e não me protegeu quando eu era uma garotinha com 15 anos.

E MAIS: