Campanha parodia vídeo da Nike para fazer alerta sobre futebol feminino

Yahoo Esportes
<em>Campanha foi lançada em 2018 e retomada às vésperas da Copa da França (Reprodução/YouTube)</em>
Campanha foi lançada em 2018 e retomada às vésperas da Copa da França (Reprodução/YouTube)

Aproveitando o ensejo da Copa do Mundo da França, a Associação Gaúcha de Futebol Feminino (AGFF) retomou uma campanha lançada em 2018 que alerta para a falta de patrocínio e investimentos na modalidade. O vídeo é uma paródia de uma propaganda da Nike de 2010, que traz craques como Cristiano Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho e Rooney em cenários e momentos gloriosos, tão comuns nas carreiras de futebolistas homens.

Lançado em maio do ano passado, o vídeo “Escreva o futuro do futebol feminino” (que parodia a propaganda da Nike, intitulada “Escreva o futuro”) foi repostado no perfil oficial da AGFF no YouTube no último final de semana e já conta com mais de 10 mil visualizações.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“A intenção é fazer um protesto sobre a falta de patrocínio da categoria em comparação ao futebol masculino. Realidade enfrentada ao longo dos 10 anos de atividades na busca da valorização das mulheres no esporte. O filme é uma paródia de umas das mais famosas campanhas do futebol masculino que usam verbas milionárias e retratam os jogadores como estrelas do cinema”, diz a AGFF.

“O nosso comercial mostra como seria uma versão Futebol Feminino do mesmo filme, sofrendo com a falta de patrocínio e verba”, acrescenta a entidade, fazendo um apelo. “Compartilhe, divulgue, ajude a apoiar essa causa! Escreva o futuro do futebol feminino!”

Como um alerta sobre a desigualdade entre as categorias, a versão da AGFF substitui as grandes arenas onde homens são protagonistas por campinhos de várzea e objetos de papelão, simbolizando a precariedade e a falta de recursos que muitas vezes impera no futebol de mulheres. Foram jogadoras brasileiras interpretaram os craques na paródia.

Além do futebolistas, o vídeo também conta com estrelas de outras modalidades, como Roger Federer e Kobe Bryant. Na cena correspondente à que o ex-jogador dos Lakers acerta uma cesta, as mulheres acertam uma tampa de vaso sanitário improvisado como tabela.

Ao término do vídeo, uma mensagem alerta para a falta de incentivo da modalidade: “o futebol feminino tem só 0,5% do patrocínio do futebol masculino”.

Entre as atletas que atuam no vídeo estão Daniela Pereira interpretando Ronaldinho Gaúcho, Cristiane Oliveira como Drogba, Giovana Galleto como Rooney, Jode Bernardi como Ribéry, Priscila Paes como Cristiano Ronaldo e Bárbara Kulaf como Cannavaro. As atletas republicaram o vídeo no Twitter nesta quarta-feira e marcaram os perfis dos craques para que eles compartilharem e ajudem a dar visibilidade à causa. Até a publicação desta matéria, nenhum dos jogadores havia se manifestado.

Leia também