Camisa 10 protagonista: Diego assume papel vital no Flamengo: 'Sei da minha importância'

Paulo Victor Reis

A camisa 10 de Zico não pesa em Diego. Quem achava que o meia de 32 anos não teria sucesso no Flamengo errou feio. Com pouco tempo de clube, ele já parecia em casa e hoje assume o papel de protagonista do Rubro-Negro. Diante do San Lorenzo, o jogador sobrou em campo. Ele fez um gol de falta, deu uma assistência para Trauco, cobrou o escanteio do terceiro gol e ainda foi o articulador de outras jogadas importantes.

Diego só passou a vestir a camisa 10 na Libertadores. Ele usa a 35 em outras competições pelo Flamengo, já que Ederson veste o número que já foi de Zico. Consciente de sua importância no Rubro-Negro, o meia não foge da responsabilidade.

- Procuro ser bem sincero nas palavras, porém o que eu digo não é falsa modéstia, preciso totalmente da equipe. Assumo um papel importante na equipe, os anos de carreira me deram essa condição, fico feliz de poder ajudar. Tenho também as minhas falhas, procuro evoluir. Sinto-me desta forma, sei da minha importância na equipe, vou procurar assumir esta condição e corresponder sempre - comentou.

O bom momento de Diego também vem chamando atenção do técnico Tite. O meia foi convocado para defender a Seleção Brasileira nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018 e se emocionou ao receber a notícia, no centro de treinamento do Flamengo.

Diego estreou pelo Flamengo em agosto do ano passado, já no segundo turno do Campeonato Brasileiro. Desde então, ele ganhou o carinho da torcida. Hoje, já é ídolo de muitos rubro-negros que o veneram pelo bom futebol e entrega em campo. Durante os jogos, é comum ver o meia buscando a bola junto aos zagueiros, chamando o jogo e a responsabilidade para si.







E MAIS: