Camarões e Sérvia se enfrentam em potencial duelo de vida ou morte

Técnico da seleção da Sérvia, Dragan Stojkovic, durante partida contra o Brasil pela Copa do Mundo do Catar

Por Rohith Nair

AL RAYYAN, Catar (Reuters) - Camarões e Sérvia entram na partida de segunda-feira pelo Grupo G da Copa do Mundo do Catar sabendo que qualquer coisa menos que uma vitória pode mandá-los fazer as malas na hora em que Brasil e Suíça jogarem mais tarde.

A Sérvia está na lanterna do grupo depois de perder por 2 x 0 na estreia para o Brasil, favorito antes do torneio, enquanto Camarões foi derrotado por 1 x 0 pela Suíça, o que significa que a seleção africana ainda está buscando sua primeira vitória na Copa do Mundo desde 2002.

A partida dá a ambos, Camarões e Sérvia, suas melhores chances de fazer seus primeiros pontos no Catar.

Mas uma derrota para qualquer um dos dois --combinada com um empate entre Brasil e Suíça-- baixaria prematuramente a cortina da campanha no Catar, sem nada para colocar em jogo a não ser seu orgulho em seu último jogo do grupo, em 2 de dezembro.

O presidente da Federação Camaronesa de Futebol, Samuel Eto'o, o último jogador a marcar um gol pelo país em uma Copa do Mundo há 20 anos, previu que sua equipe chegaria à final, mas uma sequência sem vitórias em cinco partidas desde setembro diz o contrário.

No entanto, este é um time bastante jovem, com pouca ou nenhuma experiência na Copa do Mundo.

Embora eles tenham tido um bom desempenho contra os suíços, o técnico Rigobert Song prometeu melhorias.

"Os erros que foram cometidos (contra a Suíça) não serão cometidos novamente no próximo jogo", disse ele após a derrota na estreia.

Por outro lado, a Sérvia tem uma defesa sólida que impediu que o Brasil tivesse grandes oportunidades no primeiro tempo, até sucumbir no segundo quando sofreu com uma queda de intensidade.

"A impressão é que começamos o segundo tempo com muito respeito pela seleção brasileira e isso nos custou um resultado positivo", disse o diretor de seleção nacional da Sérvia, Stevan Stojanovic.

"De alguma forma, levantamos nossas mãos prematuramente na rendição, o que no passado não era característico desta geração."

O técnico sérvio Dragan Stojkovic lamentou o fato de seus principais jogadores, como o artilheiro Aleksandar Mitrovic, não estarem totalmente em forma.

"Temos que encarar esse fato. É uma derrota não ter 100% de todos os seus jogadores. Você verá uma equipe diferente (contra Camarões)", disse Stojkovic.