Calvillo prevê superioridade sobre Marina Rodriguez: “Se for para o chão, game over”

Valorizada no UFC, Marina Rodriguez aproveita bom momento e mira cinturão para 2020
Valorizada no UFC, Marina Rodriguez aproveita bom momento e mira cinturão para 2020

Embalada por duas vitórias seguidas, Cynthia Calvillo vive um de seus melhores momentos no Ultimate. E nem mesmo uma adversária invicta parece ser capaz de abalar a confiança da peso-palha (52 kg). Especialista na luta agarrada, a americana previu um cenário de extrema superioridade diante de Marina Rodriguez caso o combate se encaminhe para o solo. As duas se enfrentam no UFC Washington, agendado para o dia 7 de dezembro.

Durante entrevista ao site ‘MMA Junkie’, Calvillo não teve papas na língua quando o assunto foi a sua especialidade. De acordo com a americana, seu nível de grappling é consideravelmente superior ao da brasileira. Sendo assim, a lutadora previu um desfecho precoce para o combate diante de Marina.

“Sinto que vai ser uma luta divertida em pé. Mas se for para o chão, será ‘game over’. Então, se eu tiver a oportunidade de derrubá-la, será uma finalização rápida, com certeza”, destacou Cynthia, antes de dar o palpite sobre como o confronto será interrompido.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Vai ser com chuva de cotovelos, no ground and pound, ainda no primeiro round. Se for para o solo, acabou. Vai ser uma finalização ou ground and pound. Ou ela vai ser derrotada com o nocaute técnico pelo ground and pound, ou ela vai se virar e me oferecer o pescoço”, completou a peso-palha.

Mas se por um lado Calvillo esbanja confiança, pelo outro a americana prega respeito. A atleta da ‘Team Alpha Male’ exaltou as credenciais de Marina na trocação, além de elogiar a última performance da brasileira – com vitória sobre Tecia Torres. Para se preparar para o confronto, Cynthia revelou que foi até a Tailândia, berço do muay-thai, para afiar também sua parte em pé.

“Ela é 12-0 por algum motivo. Ela é uma campeã de muay-thai, e venceu alguns nomes de peso. Derrotou a Tecia Torres em sua última luta, com uma performance incrível. Seria ótimo para mim, vencer uma lutadora invicta com (cartel) 12-0 que está ranqueada acima de mim. É uma grande oportunidade para eu provar meu valor”, finalizou a americana.

Atualmente Calvillo ocupa a décima colocação no ranking, enquanto Marina é a nona na listagem oficial do Ultimate. Desde que estreou como profissional de MMA, a brasileira não sabe o que é perder. São 12 vitórias e um empate até então. Já a americana detém um cartel de oito triunfos e apenas um revés em sua trajetória.

Leia também