Cafu entende escolha de atletas naturalizados: "É uma oportunidade que eles têm"

Alguns atletas decidem se naturalizar e defender seleções de outros países e muitas vezes são criticados por suas escolhas, no entanto, o capitão do Penta, Cafu, não concorda com algumas críticas e entende o lado dos jogadores que tomam essa decisão.

"Normal. Acho que penso diferente da maioria de vocês. É ua oportunidade que eles têm, são atletas profissionais e a oportunidade apareceu em outros países. Não vejo porque não jogar por outras seleções se eles não vão ter oportunidade de atuar pelo Brasil", declarou o ex-lateral direito, durante um evento da Uefa.

Cafu - Copa das Confederações 2017 - 9/03/2017
 OLGA MALTSEVA/AFP/Getty Images

O ex-jogador também comentou sobre o novo formato da Copa do Mundo que deve começar a valer apenas em 2026, com 48 seleções, dezesseis a mais do que no atual modelo, que conta com 32.

"Toda mudança requer certa desconfiança, principalmente se tratando de Copa do Mundo. A gente espera que dê certo. Não sei como vão organizar isso, mas são pessoas inteligentes, ligadas ao futebol. Tenho certeza que vão fazer uma mudança para tentar uma melhoria no futebol e dar oportunidade a quem não teria a chance (de disputar o Mundial)".