Cadeiras quebradas, instalações depredadas, 26 presos, seis feridos... O saldo da briga entre os torcedores da LaU e a polícia na Arena Corinthians

O Corinthians venceu a Universidad de Chile por 2 a 0 em um bom jogo disputado em Itaquera, na última quarta-feira (5), pela estreia das duas equipes na Copa Sul-Americana. No entanto, uma confusão generalizada entre torcedores da Universidad de Chile e a Polícia Militar acabou ganhando os holofotes também.

Grande parte dos 1200 torcedores do time chileno que lotaram o espaço destinado aos visitantes na Arena Corinthians se envolveram em uma grande confusão e protagonizaram um quebra-quebra antes e, principalmente, no intervalo do duelo.

Como consequência da pancadaria, 26 torcedores foram levados à prisão e seis pessoas ficaram feridas, entre elas dois policiais. Uma funcionária do clube também precisou ser encaminhada para o hospital em estado de choque. No momento da confusão, ela estava na bilheteria de acesso ao setor visitante que foi depredada pelos vândalos.

Sinalizadores Arena Corinthians Universidad de Chile Copa Sudamericana 05042017

(Foto: MIGUEL SCHINCHARIOL/AFP/Getty)

Além da bilheteria, uma tenda de acesso à arquibancada, banheiros e centenas de cadeiras também foram destruídas. O Corinthians confirmará nesta quinta-feira (6) os danos sofridos em sua casa e já adiantou que cobrará a Universidad de Chile. Caso o clube não queira pagar, a diretoria alvinegra levará o caso para a Conmebol.

Os 26 torcedores detidos durante o confronto seguem presos na manhã desta quinta-feira (6).