Cabo no Vasco x Chamusca no Botafogo: dois Marcelos em busca de um lugar ao sol

Felippe Rocha e Sergio Santana
·2 minuto de leitura


É a grande chance da carreira de cada um deles. Tanto Marcelo Cabo quanto Marcelo Chamusca foram contratados, respectivamente, por Vasco e Botafogo no final do mês passado. A missão tão grande quanto espinhenta é reconstruir os times cujos clubes também tentam se reerguer. E se enfrentam neste domingo.

Cabo jogou futsal no clube, tem filha apaixonada pela cruz de malta. No ano passado, guiou o segundo turno do Atlético-GO na Série A do Campeonato Brasileiro. O 13º lugar, com 50 pontos, foi a melhor colocação do Dragão em sua história.

Chamusca também chegou no Glorioso com o moral de quem guiou mais de um ano o Cuiabá, que liderou a Série B do Campeonato Brasileiro e, sem ele, confirmaria o acesso. Ele rumou para o Fortaleza, onde ficou dois meses e acabou demitido.

Chega com o currículo marcado por ter quatro acessos na carreira - incluindo acessos para todas as divisões do futebol brasileiro -, algo que pesou para a decisão do Alvinegro. De volta ao Botafogo, ele tentará fazer melhor do que na primeira passagem.

-> Confira a tabela do Campeonato Carioca

Em 2005, ele foi auxiliar do irmão Péricles Chamusca. O saldo, porém, foi de quatro vitórias, dois empates e sete derrotas naquele ano. Porém, no confronto direto entre os treinadores, a vantagem é do comandante botafoguense. São três vitórias contra apenas uma de Marcelo Cabo. Foram quatro empates. Os dados são do site "O gol". Confira os jogos:

Cuiabá (Chamusca) 3 x 0 CRB (Cabo) - 2020
Cuiabá (Chamusca) 5 x 0 CRB (Cabo) - 2019
Vila Nova (Cabo) 2 x 2 CRB (Chamusca) - 2019
CRB (Chamusca) 1 (2) x (4) 1 CSA (Cabo) - 2019
CSA (Cabo) 1 x 0 CRB (Chamusca) - 2019
CSA (Cabo) 1 x 1 Vitória (Chamusca) - 2019
CSA (Cabo) 1 x 1 Ceará (Chamusca) - 2018
Figueirense (Cabo) 0 x 2 Ceará (Chamusca) - 2017