Cícero aceita redução salarial e fica no Botafogo na próxima temporada

Sergio Santana
LANCE!
Cícero em ação pelo Botafogo (Foto: Vitor Silva/Botafogo)
Cícero em ação pelo Botafogo (Foto: Vitor Silva/Botafogo)


Cícero ficará no Botafogo em 2020. A conclusão das negociações foi fechada nesta semana por Carlos Augusto Montenegro, ex-presidente do Alvinegro e membro do comitê de transição do futebol. O meio-campista aceitou diminuir seu salário e se adequar à realidade financeira do clube da Estrela Solitária para a próxima temporada. A notícia foi dada primeiramente pelo portal "FogãoNet" e confirmada pelo LANCE!.

O jogador de 35 anos tinha, inicialmente, contrato até dezembro de 2019, mas seu vínculo foi renovado automaticamente porque o Botafogo havia permanecido na primeira divisão do Campeonato Brasileiro, e o meio-campista bateu metas de participação em campo, algo já previsto pela assinatura inicial de seu vínculo com o Glorioso.

A diretoria, contudo, não tinha condições de pagar a mesma quantia que dava para Cícero em 2019, visto que 2020 será um ano de transição ao modelo S/A. A primeira intenção foi tentar rescindir o contrato do meio-campista, mas as conversas foram avançando e, com a possibilidade de diminuir o salário sendo cada vez mais concreta, a permanência foi definitiva.

O LANCE! apurou que Cícero, junto com seu estafe, aceitou diminuir seus vencimentos mensais em um terço para 2020. O meio-campista ganhava R$ 230 mil em 2019 e vai receber cerca de R$ 150 mil na próxima temporada, se adequando ao teto do Alvinegro.

Cícero fez 44 partidas em 2019 e marcou cinco gols. Chegou a atuar como um homem mais avançado de meio-campo no começo do ano, mas terminou a temporada como primeiro volante. Passou por altos e baixos, mas sua experiência é considerada importante por Alberto Valentim. Vale ressaltar que o Botafogo deverá ter uma equipe mais jovem em 2020.








Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também