Cão de guarda, Rodrigo Fernández é o líder de bolas recuperadas no Brasileiro

Rodrigo Fernández foi um dos destaques do Santos diante do Coritiba (Foto: Ivan Storti / Santos)


O volante Rodrigo Fernández chegou ao Santos com status de titular. Posição carente no elenco, o jogador foi aprovado por Fabián Bustos e rapidamente caiu nas graças dos torcedores santista.

Mesmo jogando muitas vezes como segundo volante (Willian Maranhão vem sendo o camisa 5 do Peixe), o uruguaio se destaca nos desarmes. No Campeonato Brasileiro, em três partidas, realizou 13 desarmes, 80% duelos aéreos ganhos, 7 cortes e cometeu 12 faltas. Ele é o jogador com mais bolas recuperadas do torneio.

No triunfo do Alvinegro por 3 a 0 que garantiu a liderança para o time da Vila contra o América, Rodrigo Fernández jogou como primeiro volante, ao lado de Zanocelo. Sua ausência no jogo contra o Coritiba, pela Copa do Brasil, foi sentida, já que o time santista sofreu uma pressão grande na primeira etapa.

Natural de Montevidéu, no Uruguai, Fernández tem 26 anos e foi revelado nas categorias da base do Danúbio, tendo sua primeira oportunidade como profissional em 2016. Três anos depois, após boas temporadas, o meia foi emprestado ao Guaraní-PAR. E lá ficou.

Rodrigo Fernández pertence ao Guaraní, do Paraguai, e chegou por empréstimo ao Peixe até o final da temporada, com opção de compra após o encerramento do vínculo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos