Cássio ignora críticas por fase no Corinthians e afirma: 'Torcida não pode duvidar de mim'

Fábio Lázaro
·2 minuto de leitura


Um dos maiores ídolos da história do Corinthians, o goleiro Cássio foi um dos grandes alvos de críticas por conta da instabilidade do clube na temporada. No entanto, o goleiro se dá ao direito de discordar de alguns apontamentos.

- Tenho muito respeito a todo mundo e as pessoas têm o direito de achar o que quer, mas eu também. Eu não posso me corromper para opiniões que eu não acho a opinião. Tenho que ter humildade, algumas críticas me fizeram crescer, mas nem toda crítica eu preciso achar correta. Tenho a minha opinião também - disse o atleta em entrevista coletiva virtual nesta terça-feira (16), véspera do clássico contra o Santos, na Vila Belmiro, em jogo adiado pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro.

> Veja a classificação do Brasileirão e simule os próximos jogos

Cássio concorda que em alguns momentos foi irregular na temporada, assim como todo o time do Corinthians, que chegou a flertar com a zona do rebaixamento no primeiro turno do Brasileirão, mas hoje, na décima colocação, briga pela última vaga na pré-Libertadores.

- Em certas circunstâncias você vai olhar para as pessoas que critica e ela não fez tanto e que ser achar no direito de criticar. Respeito todo mundo, a opinião de todo mundo, trabalho, me dedico e estou fazendo uma temporada que em alguns momentos, assim como o Corinthians, foi irregular, mas nada de anormal - pontuou o goleiro corintiano, que ainda relembrou a sequência vitoriosa do Timão nos últimos anos.

- Em alguns momentos, quando há uma pressão grande pelo resultado, porque a equipe rival está em um melhor momento, há uma pressão grande para ser campeão. Mas quando a gente está ganhando, não podemos esquecer o que está acontecendo, os outros anos. Se a gente tivesse há muito tempo sem ganhar títulos, sem se protagonista, mas na última década fomos um dos mais vitoriosos - afirmou o camisa 12.

Contra o Peixe, o Corinthians terá o confronto direto contra por uma vaga na pré-Libertadores. Com 49 pontos e na décima colocação, o time do Parque São Jorge está a um ponto do Alvinegro Praiano, que está em nono lugar, que, na oitava posição, ficaria com o local na fase prévia da competição sul-americana.