Cássio faz balanço do Corinthians em 2021, projeta 2022 e diz que críticas a Sylvinho 'as vezes passam do ponto'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Cássio Ramos
    Cássio Ramos
    Ao VivoHojeAmanhãx--|


Capitão e atleta com mais tempo de Corinthians no atual elenco, o goleiro Cássio avaliou positivamente a temporada do Timão, mesmo a equipe terminando sem conquistar títulos, mas ressaltando o desempenho no segundo semestre e a classificação direta à fase de grupos da Libertadores.

No primeiro semestre, o clube do Parque São Jorge foi eliminado de três competições: Campeonato Paulista, na semifinal, contra o Palmeiras; Copa Sul-Americana, ainda na fase de grupos; e Copa do Brasil, na terceira fase, contra o Atlético-GO.

As derrotas no Estadual culminou na demissão do primeiro técnico corintiano na temporada, Vagner Mancini, e a desclassificação na Copa do Brasil coincidiu com a chegada do atual comandante, Sylvinho. Todo esse contexto faz com que Cássio entenda que o 2021 do Corinthians foi de reconstrução.

- Acho que o ano foi de reconstrução, chegada de jogadores, Sylvinho. Um primeiro semestre com altos e baixos. Um time como o Corinthians não ganhar títulos, a pressão vai aumentando. Time grande não pode ficar muito tempo sem ganhar títulos - disse o goleiro em entrevista coletiva virtual concedida na manhã desta quarta-feira (8).

- Conseguimos fazer um grande trabalho, ficar em quarto a uma rodada do Campeonato Brasileiro. Temos sempre que melhorar, crescer, time evoluindo, perspectiva de títulos, com o amadurecimento do time a cobrança vai ser de buscar títulos e ficar entre os primeiros - acrescentou.

Ainda que o Timão tenha garantido a classificação à fase de grupos da Libertadores, o técnico Sylvinho segue sendo alvo da torcida, principalmente e principal uniformizada do clube, Gaviões da Fiel, que por diversas vezes se posicionou contrariamente a manutenção do treinador em 2022. Para Cássio, as críticas em relação ao técnico tem passado do ponto.

- Honestamente, acho que as vezes passam do ponto as críticas com o Sylvinho. Volto a falar, já que muitas vezes vejo o torcedor na internet falando sobre pontos para não ser rebaixado, acho que tem muito trabalho do Sylvinho e muito a crescer com ele. Acho que fizemos um grande Campeonato Brasileiro, oscilamos, como as outras equipes, com exceção ao Atlético-MG, então acho um pouco exagerado sim (as críticas). Ele (Sylvinho) está sempre cobrando a gente, tentando melhorar, não faz diferença entre os mais novos e os mais velhos, é muito correto - destacou o camisa 12 corintiano.

Além do trabalho do treinador, o goleiro também exalta o principal feito corintiano na atual temporada: a classificação à fase de grupos da Libertadores do ano que vem.

- Sempre soubemos que poderíamos buscar algo a mais. Acho que temos que valorizar sim (a vaga à Libertadores). Da mesma forma que temos críticas, tem elogios. E não é para dar uma resposta para a torcida ou a imprensa, mas valorizar o que temos feito - pontuou Cássio.

BRIGAR NA PRÓXIMA TEMPORADA

Campeão Brasileiro, o Atlético-MG é visto por Cássio como o time a ser batido na próxima temporada, e o goleiro acredita que o Timão terá condições de medir forças com o Galo em 2022.

- O Atlético fez um campeonato acima da média, como já fizemos em 2015 e em outros momentos. Não posso ver um jogo só como um parâmetro, o Campeonato é disputado entre 20 equipes. Estou muito confiante para a próxima temporada, viemos de duas temporadas e tem um desgaste. Vivemos um momento de reformulação. Pode ser que cheguem novos jogadores, e de qualidade, mas vejo o futuro do Corinthians muito bom, pelo elenco que temos, e acho que temos, sim, cobrança por títulos. Mas estamos em evolução e dá para subir de nível, brigar com equipes de primeiro escalão. Esse ano era um ano de evolução, mas a cobrança sempre vai ser para o Corinthians estar entre os primeiros e conquistar títulos - afirmou Cássio.

Cássio tem contrato com o Corinthians até dezembro de 2022. O jogador negocia renovação de contrato. Atualmente com 34 anos, o arqueiro deixou claro que pretende jogar até os 40 anos de idade.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos