Bundesliga tem atenção de Copa do Mundo e comemoração solitária, relata brasileiro do Wolfsburg

Goal.com

E o futebol está de volta. Mesmo que em poucos países, a bola redonda voltou a rolar. A Bundesliga, na Alemanha, foi uma das principais competições que retornou à ativa e fez fãs ao redor do planeta matarem a saudade. Assim, a DAZN foi conversar com Paulo Otávio, lateral esquerdo do Wolfsburg, um dos principais clubes alemães.

Atualmente na sexta posição, a equipe da Baixa Saxônia conta com três brasileiros no elenco. Além da experiência de jogar sem torcedores no estádios, os jogadores estão tendo que seguir várias medidas de segurança incomuns na prática do futebol.

"Não podemos mais vibrar como antes. Passa um pouco do sentimento do goleiro, que comemora os gols da equipe sozinho." declarou Paulo. Neste último sábado, o Wolfsburg bateu o Augsburg fora de casa por 2 a 1, na reestreia do Campeonato Alemão. E seguindo as determinações do governo, os jogadores evitaram a aglomeração e o contato físico na hora de comemorarem os gols da vitória.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

"Foi até engraçado. Eu fiz o cruzamento, Renato marcou de cabeça. [Renato Steffen, atacante suíço] Virei, fui comemorar sozinho, quando viro ele está vindo na minha direção. Eu falei: 'calma, calma lá.' E tivemos que dar aquele cumprimento de cotovelo." declarou o jogador. Mesmo que alguns atletas tenham quebrado o protocolo em meio à empolgação depois de balançar as redes, a recomendação ainda persiste.

Importante, não só para a saúde dos próprios atletas, mas para dar o exemplo: com a maioria das competições ao redor do mundo paralisadas ou até encerradas prematuramente, os olhos do mundo da bola estão direcionados quase que todos à Bundesliga.

Torcedores chegaram a adotar um time alemão para chamar de seu, corneteiros voltaram a "cornetar" e as redes sociais pararam para falar do Campeonato Alemão. Um clima quase de Copa. E quem diz é o próprio brasileiro.

"Todo jogo é uma oportunidade para nós mostrarmos nosso potencial. É como uma Copa do Mundo, todos estão olhando para a gente." declarou Paulo Otávio. E grandes jogadores como Jadon Sancho, Robert Lewandowski e Kai Havertz mostram o melhor de seu futebol na Bundesliga. "O nível técnico aqui é muito alto, todos se espantaram, depois de dois meses parado. Tem muita qualidade, a liga por si só tem muitos atletas a nível internacional."

O Wolfsburg volta aos gramados neste próximo sábado, em casa, contra o Borussia Dortmund de Sancho, Erling Haaland, Julian Brandt e companhia. A partida acontece às 10h30 (de Brasília), e assim como o resto dos jogos da competição, terá transmissão no Brasil.

Enquanto outros campeonatos nacionais - e internacionais - não retornam, a tendência é que torcedores, sejam brasileiros ou de outros países, continuem utilizando a Bundesliga como sua "Copa do Mundo" particular. Com grandes partidas, jogadores incríveis e muito talento, o futebol está de volta.

Leia também