Bully 2 chegou a ganhar demo antes de ser cancelado

Márcio Pacheco
Divulgação
Divulgação

De acordo com informações obtidas pelo site VGC, a Rockstar New England passou mais de um ano trabalhando na sequência do controverso Bully, lançado originalmente em 2006 no PlayStation 2.

O cofundador da Rockstar, Dan Houser, e alguns de seus desenvolvedores mais confiáveis ​​escreveram um roteiro para Bully 2 já em 2008, que continha as primeiras cenas e um resumo do resto da história.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

A história trazia de volta Jimmy, herói do primeiro jogo, como protagonista, além de outros personagens conhecidos. Estava em discussão onde a história iria se passar, no ensino médio ou na faculdade.

Alguns anos depois, em algum momento entre o lançamento do Red Dead Redemption em maio de 2010 e o final de 2013, uma equipe da Rockstar New England passou entre um ano e 18 meses desenvolvendo o conceito.

O projeto foi liderado principalmente pela equipe de arte, incluindo Drew Medina, que na época era o artista principal da Rockstar New England, e Steven Olds, que era o diretor de visualização da Rockstar New York durante o desenvolvimento do Bully original.

O trabalho culminou em uma versão demo jogável descrita como uma “fatia muito pequena” do jogo, com uma jogabilidade simplista em mundo aberto. Foi construído usando o Rockstar Advanced Game Engine (RAGE), o mesmo mecanismo usado para Grand Theft Auto 4 e 5, Max Payne 3 e ambos os jogos de Red Dead Redemption.

Apesar desse progresso, Bully 2 nunca ganhou impulso e “fracassou”, disse a fonte ao VGC. A equipe então foi transferida para outros projetos.

Leia também