Buffon não quer pegar o Leicester, ressalta ‘obrigação’ da Juve e Dybala sonha com título

Com vitória por 1 a 0 sobre o Porto, na Itália, a Juventus garantiu de maneira tranquila a sua vaga nas quartas de final da Champions League. Se na ida já havia conseguido construir uma vantagem de 2 a 0 em Portugal, na volta um gol de pênalti anotado por Paulo Dybala garantiu a Velha Senhora, pela décima vez, entre os oito melhores times da Europa.

“As partidas deste nível são sempre difíceis”, disse Buffon após o jogo. “Estamos entre os oito primeiros? Nós melhoramos muito, e sabemos disso. Este era o objetivo que nós estipulamos há cinco anos: a Juventus tem que estar sempre entre os oito melhores”, disse o veterano goleiro, que ainda busca uma conquista inédita de Champions League em sua carreira. No entanto, o camisa 1 da equipe italiana já sabe quem não quer pegar na próxima fase.

Casillas, Buffon

Após o jogo, um encontro de gigantes: Casillas e Buffon (Foto: Getty Images)

“Quem eu quero evitar? O Leicester, porque é um time perigoso e entusiasmado, que pode fazer mal a quem quiser comandar o jogo”, disse, o goleiro, que após o final da partida deu um abraço em Iker Casillas, arqueiro do Porto.

Paulo Dybala acredita em título e quer se vingar do Barça

Paulo Dybala Juventus Porto Champions League

Dybala quer enfrentar o Barcelona na decisão (Foto: Getty Images)

Autor do gol que sacramentou de vez a classificação da Juve para a próxima fase, Dybala esbanjou confiança após o apito final. Na opinião do meia-atacante argentino, a Velha Senhora tem todas as condições de conquistar o título europeu.

“Óbvio que podemos. Com o time que nós temos não podemos pensar que não podemos chegar na final. São várias equipes fortes e que são candidatas, mas nós também temos nossa chance”, avaliou Dybala, que ao contrário de Buffon não disse quem deseja evitar. Na realidade, o camisa 21 sonha em disputar a finalíssima contra o Barcelona!

“É difícil dizer... eu gostaria de uma final contra o Barcelona”, disse o meia-atacante, que relembrou da derrota na Juve na decisão de 2015, mesmo que nem fosse jogador da Velha Senhora na época.

Portugueses lamentam expulsões e elogiam luta

Nuno Espirito Santo Porto Champions League

(Foto: Getty Images)

Do outro lado, o tom foi de lamento pelas expulsões nos jogos de ida (Alex Telles) e volta (Maxi Pereira). Entretanto, o técnico do Porto, Nuno Espírito Santo, elogiou a garra de seus comandados.

“Os dois jogos ficam condicionados pelas expulsões, mas são situações diferentes. Na expulsão de hoje o árbitro cumpriu a lei. Agora, acho que a lei deveria ser revista, visto que uma equipa não deve ser penalizada com uma expulsão e uma grande penalidade. O FC Porto esteve consistente, soube defender e revelou bom critério até aos 40 minutos. Na segunda parte repetiram. Não existem vitórias morais, mas foi uma grande demonstração dos jogadores, os torcedores apoiaram sem parar e seria justo se tivéssemos marcado um gol”, lamentou.

... Mais informações em instantes!