Buffon mostra efetividade incrível na Juventus e pode sonhar com a Champions League

Por Tauan Ambrosio 

Gianluigi Buffon não precisa mais provar nada para ninguém, afinal de contas é reconhecidamente um dos melhores goleiros da história do futebol. Mas embora já tenha conquistado uma lista incrível de títulos, dentre eles a Copa do Mundo em 2006, ainda falta bater no peito para dizer: ‘eu tenho uma Champions League!’.

A espera, no entanto, pode estar próxima do fim. Afinal de contas, a equipe italiana [que também está perto de conquistar, pela sexta vez consecutiva, a Serie A] garantiu o seu lugar entre os semifinalistas e, ao lado do Real Madrid, é considerada favorita para levantar o troféu pela terceira vez em sua história.

O lugar entre os quatro melhores times da Europa veio em grande estilo, ao eliminar o todo poderoso Barcelona. Na ida, Buffon defendeu todos os 4 arremates que vieram em sua meta. Um deles, mostrou toda a simples genialidade adquirida com muito treino e a experiência de 39 anos enfrentando os melhores: cara a cara com Iniesta, Gianluigi não demostrou o mínimo destempero e evitou o gol adversário. Comemorou a intervenção como se tivesse feito um gol, e no lance seguinte viu Paulo Dybala fazer o segundo da vitória por 3 a 0.

Buffon Iniesta Juventus Barcelona Champions League 11 04 2017
Gianluigi Buffon Lionel Messi Barcelona Juventus Champions League 19042017

Defesaça contra Iniesta, tabu mantido contra Messi (Fotos: Getty Images)

Na volta, em Barcelona, de dentro da sua área viu o time de Neymar, Luis Suárez e Messi lutar incansavelmente por um milagre que não veio. No Camp Nou, a equipe italiana deu uma aula sobre como se defender. Uma lição de como ser uma equipe, na acepção da palavra mesmo. Os catalães tinham muito mais a bola no pé [65% contra 35% de posse de bola], mas não conseguiam penetrar pela verdadeira muralha alvinegra que protegia Buffon.

Durante a partida, muitas vezes deu para ver uma linha defensiva composta por 5 e até 6 homens – com Mandzukic e Cuadrado dando apoio total aos laterais brasileiros Dani Alves e Alex Sandro. Autores dos gols sobre a mesma Juve de Buffon na final europeia de 2015, Rakitic, Luis Suárez e Neymar não conseguiram levar perigo para o camisa 1 italiano. O único que conseguiu furar a barreira preto-e-branca foi Lionel Messi.

Gigi Buffon Juventus Barcellona Champions League

Buffon não levou gol em 7 jogos, e tem 87,5% de aproveitamento nas defesas (Foto: Getty Imasges)

O craque argentino arriscou, de fora da área, um chute aos 30 minutos do primeiro tempo. Buffon pulou para fazer a defesa e manter o zero no placar, para se manter como goleiro que mais vezes terminou uma partida desta Champions League sem ser vazado [foram 7 jogos sem levar gols] e que nunca viu o espetacular Lionel Messi estufar as suas redes. Arqueiro espetacular que é, não deu mole na única vez que foi testado.

GFX Juventus Buffon Champions League

Saldo de gols dos demais semifinalistas: Real Madrid (+13), Monaco (+5), Atleti (+8)

A Juve tem a melhor defesa desta Champions League. Em 10 partidas, a ‘Velha Senhora’ levou apenas dois gols. O time é coeso, e ainda conta com o talento do jovem Paulo Dybala e Higuaín na frente. As semifinais serão uma pedreira para a equipe mais popular da Itália, mas ninguém duvida que os Bianconeri possam chegar à grande decisão. Se isso acontecer, será a terceira vez que Buffon vai passar pela taça orelhuda que lhe escapou na decisão de pênaltis contra o Milan, em 2003, e no que é até agora o auge do Trio MSN no Barcelona, em 2015.

Se a taça eventualmente não vier, não vai diminuir em nada o gigantismo de Gianluigi. Como dito nas primeiras linhas, ele não precisa provar nada a ninguém. O problema é querer provar algo para si. Ele sabe que, aos 39 anos, dificilmente terá outra oportunidade de, enfim, levantar a Champions League. Mas com um time tão competitivo quanto é esta Juventus, Buffon pode sonhar. E não vai faltar gente, de todo o mundo, torcendo pelo seu sucesso.