Buffon critica autores de pichações insultantes contra Torino

O goleiro da Juventus Gianluigi Buffon, em Mônaco, em 2 de maio de 2017

O ídolo da Juventus, o goleiro Gianluigi Buffon, criticou com dureza nesta quinta-feira os vândalos que insultaram com pichações os 18 jogadores do Torino que faleceram no acidente aéreo de 1949.

"Honra a vocês, campeões do 'Gran Torino', para a eternidade. E perdão àqueles que cometem atos tão inclassificáveis como zombar de vocês ou faltar com o respeito 70 anos depois dos fatos", escreveu Buffon ao longo de um texto publicado nas redes sociais.

Em 4 de maio de 1949, um avião que transportava os jogadores do Torino, arquirrival da Juventus em Turim, caiu perto da Basílica de Superga, nas proximidades da cidade, deixando 31 mortos.

Na época, o Torino vinha de quatro títulos consecutivos de Campeonato Italiano e seus jogadores eram conhecidos como 'Os Invencíveis'.

Na quarta-feira, na véspera do aniversário do drama, pichações insultantes apareceram na estrada que leva à Basílica.

"Num belo dia após uma vitória (2-0 da Juventus sobre o Monaco nas semifinais da Liga dos Campeões), meus pensamentos estão coma família do Toro, seus torcedores e esses gloriosos campeões", continuou.

"Os mortos estão mortos. É preciso deixá-los em paz e respeitá-los, mesmo se são inimigos ou seus rivais mais ferozes", completou o goleiro da seleção italiana.

"Um abraço a todos que acreditam que, principalmente no esporte, é preciso ser homem de bom caráter", concluiu.