De Bruyne sozinho custou mais que todo time do Monaco que eliminou o City

Guardiola vai para a segunda temporada no Manchester City (Foto: Pascal Guyot / AFP)

A eliminação do Manchester City para o Monaco na última quarta-feira, nas oitavas de final da Liga dos Campeões, segue gerando repercussões. Agora, o jornal "Marca", da Espanha, traz um dado curioso: só De Bruyne (€ 74 milhões) custou aos Citzens mais do que time titular inteiro do clube do Principado.

Segunda a análise, baseada nos dados do site "Transfermarkt", entre as equipes titulares há uma diferença de impressionantes 320 milhões de euros (mais de R$ 1 bilhão). De um lado, o Monaco gastou 72 milhões de euros com os atletas que iniciaram a partida de volta na Champions. Do outro, o City investiu 392 milhões de euros.

Apenas três jogadores do atual líder do Campeonato Francês custaram mais de dez milhões de euros aos cofres do clube. Bernardo Silva, € 15 milhões, Sidibe, € 14,5 milhões e Mendy € 12,5 milhões. Além disso, Subasic, Raggi, Mbappe e Germain chegaram de graça.

Do lado do time de Manchester, apenas Caballero (€ 8 milhões) e Clichy (€ 7 milhões) custaram menos do que dez milhões de euros. Sagna foi o único a chegar sem custos. Sterling (€ 65 milhões), Stones (€ 60 milhões) e Fernandinho (€ 40 milhões) foram os mais caros depois de De Bruyne.

VEJA OS CUSTOS (EM EUROS):

Monaco

Subasic (custo zero)
Sidibe (14,5 milhões)
Raggi (custo zero)
Jemerson (11 milhões)
Mendy (12,5 milhões)
Bernardo Silva (15 milhões)
Fabinho (6 milhões)
Bakayoko (8 milhões)
Lemar (4 milhões)
Germain (custo zero)
Mbappe (custo zero)

Manchester City

Cabellero (8 milhões)
Sagna (custo zero)
Stones (60 milhões)
Kolavrov (22 milhões)
Clichy (7 milhões)
Fernandinho (40 milhões)
Sterling (65 milhões)
De Bruyne (74 milhões)
David Silva (30 milhões)
Sané (50 milhões)
Agüero (36 milhões)



































E MAIS: