Bruno Henrique vê Ponte ‘mais forte que outros’ e diz preferir Vila ao Pacaembu

O Santos não terá vida fácil nas quartas de final do Campeonato Paulista. Mesmo terminando a primeira fase na liderança do grupo D, o Peixe viu a Ponte Preta, rival deste sábado, às 16h (de Brasília), no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, acabar com os mesmos 22 pontos na tabela. Por conta desse equilíbrio, o atacante Bruno Henrique acredita que a Macaca é o adversário mais complicado entre os times que irão encarar os grandes do Estadual.

“Tratam-se de finais. Eles sabem da força do Santos e sabemos que é difícil jogar lá também, mas vamos fortes para sair com a vitória. Acho que a Ponte é mais forte que as outras equipes. Eles têm meio-campo de qualidade com Wendel, Bob, Clayson, Lucca e Pottker, um grande finalizador. Temos que saber marcar os pontos fortes deles porque na frente temos muita qualidade e vão ter que se preocupar com a gente. Todos sabem que Santos e Ponte Preta é o confronto mais difícil. Os outros não têm a força da Ponte”, explicou o jovem de 27 anos, que será titular do Peixe no duelo deste sábado, válido pela partida de ida das quartas.

Após o embate em Campinas, o Santos vai receber a Macaca no próximo dia 10, uma segunda-feira, às 20h (de Brasília), no Pacaembu. Inicialmente, o duelo aconteceria na Vila Belmiro. Mas a diretoria do Peixe acredita que terá uma renda maior na capital e decidiu mudar o local da partida. Para Bruno Henrique, porém, o melhor lugar para o alvinegro

“Independentemente do campo, temos que fazer nosso papel. Preferia a Vila, sabemos dos atalhos, pressão é maior, mas se preferiram Pacaembu, torcida vai comparecer e apoiar”, concluiu o atacante.