Bruno Henrique detona arbitragem por expulsão de Thuler contra o Racing: 'Não dá pra entender'

Nathalia Almeida
·2 minuto de leitura

Entre desfalques e fase irregular dos dois envolvidos, Racing e Flamengo - duelo que, no momento do sorteio, despontou como o mais atraente tecnicamente -, fizeram um jogo intenso, equilibrado e bem disputado em Avellaneda, mas sem vencedores: empate em 1 a 1, gols de Fértoli e Gabriel Barbosa, ambos anotados ainda na primeira etapa.

O sabor do empate é bem menos amargo para o Flamengo do que para os argentinos, afinal, o atual campeão terá a possibilidade de decidir a eliminatória em casa e carrega para o Maracanã um golzinho anotado fora de casa em condições bem adversas: faltando 15 minutos para o jogo acabar, o Rubro-Negro viu o zagueiro Thuler ser expulso por entrada violenta no experiente atacante Lisandro López, obrigando o clube da Gávea a atuar na reta final da partida com apenas 10 atletas.

A princípio, o juiz de campo apresentou somente cartão amarelo para o camisa 26, mas reverteu a decisão após ser chamado pelo árbitro de vídeo para rever a jogada na cabine. A intervenção do VAR no lance foi bastante criticada pelo atacante Bruno Henrique em entrevista pós-jogo: "O próprio Lisandro falou que foi falta para amarelo. O VAR tem que chamar ele [árbitro] pra ele consultar? Sendo que a decisão é dentro de campo? Não dá pra entender se é o VAR que apita, se é o juiz que está dentro de campo que apita. O juiz deu amarelo, não tem motivo pro VAR chamar ele. Todo mundo viu que foi uma falta normal, então fica difícil. Mas nosso time está de parabéns", afirmou.

FBL-LIBERTADORES-RACING-FLAMENGO | MARCELO ENDELLI/Getty Images
FBL-LIBERTADORES-RACING-FLAMENGO | MARCELO ENDELLI/Getty Images

Apesar da reclamação do camisa 27, é preciso lembrar que cartão vermelho é uma das grandezas passíveis de revisão pelo VAR, de acordo com o livro de regras. Flamengo e Racing-ARG voltam a se enfrentar pelas oitavas da Libertadores na próxima terça-feira, dia 1 de dezembro, em terras cariocas. Empate sem gols é do Flamengo, ao passo que empates com dois ou mais gols anotados, classificam o clube de Avellaneda.