Bruno Guimarães e Lizieiro falam sobre expectativa após convocação para a Seleção Olímpica

·3 minuto de leitura


Bruno Guimarães e Igor Lizieiro, atletas convocados para a Seleção Olímpica, falaram sobre a expectativa dos Jogos de Tóquio e da preparação da equipe. O grupo de André Jardine irá encarar os times de Cabo Verde e da Sérvia antes da última convocação para o grande evento.

- É muito importante para mim. Sempre deixei claro em todas as entrevistas que eu sempre tive o desejo desse sonho olímpico. Eu tô aqui, tô muito motivado, como se fosse a primeira vez, apesar de já me sentir em casa, estar bem ambientado com todo mundo. É uma emoção muito grande. Para mim, vestir a camisa do Brasil é muito gratificante. A gente espera fazer bem esses dois amistosos que a gente vai ter pela frente - disse Bruno Guimarães.

O volante seguiu falando sobre a preparação da Seleção Brasileira para os dois amistosos antes das Olimpíadas.

- Se eu não me engano, é a última preparação, então quer quer estar na Olimpíada tem que provar muito nesses dois jogos. É o que eu espero de todo mundo e tenho certeza que todo mundo vai dar o seu melhor para estar na Olimpíadas - falou o jogador do Lyon.

Bruno Guimarães também comentou sobre a sua experiência na Europa e como isso pode ser importante no elenco da Seleção Olímpica com jovens jogadores.

- É importante para mim. Já fui finalista de Champions League também na minha primeira temporada. É uma experiência a mais que eu carrego. É muito importante também pelo fato da experiência com os mais novos. Tem muito jogadores que ainda jogam no Brasil também de poder compartilhar alguma coisa e, como sempre, eu espero dar o meu melhor - concluiu o volante ex-Athletico.

Igor Lizieiro, meio-campista do São Paulo, também falou sobre a convocação para a Seleção Olímpica.

- É o sonho de todo jogador vestir essa camisa. Sendo campeão paulista (pelo São Paulo) dá uma motivada também e saber que está próximo das Olimpíadas também dá aquele up. A qualidade dos jogadores daqui é imensa, para mim é um privilégio estar aqui com esses jogadores e quero aprender o máximo - falou o volante.

O jogador do São Paulo também comentou sobre André Jardine, treinador da Seleção Olímpica que trabalhou com Lizieiro no Tricolor Paulista.

- Trabalhei três, quatro anos com o Jardine na base do São Paulo. A gente passou bastante coisas. É um treinador muito moderno, o estilo de jogo. Foi um cara que, no São Paulo, principalmente, revolucionou um pouco o jeito da gente jogar. Eu lembro que, quando ele chegou, as equipes de base tinham jogar igual a do sub-20, então é um treinador que agregou a todos os jogadores que passaram por lá - disse o meia.

Lizieiro, por fim, falou sobre Antony, seu ex-companheiro de São Paulo, que é um dos principais destaques da Seleção Olímpica no ataque.

- O Antony, a gente se conhece há bastante tempo. Ele jogava em Osasco e eu jogava também. Quando eu fui convocado, já mandei mensagem para ele. Já me deu uma adiantada, e tá me apresentando para a rapaziada também - concluiu.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos