Bruno Guimarães é convocado para substituir Casemiro na seleção brasileira

·2 minuto de leitura
Com covid-19, Casemiro vai desfalcar a seleção brasileira contra Venezuela e Uruguai
Com covid-19, Casemiro vai desfalcar a seleção brasileira contra Venezuela e Uruguai

O volante Bruno Guimarães vai substituir o capitão Casemiro, infectado com a covid-19, no desfalcado elenco do Brasil para a próxima rodada dupla das eliminatórias sul-americanas da Copa do Catar-2022, contra Venezuela e Uruguai, informou neste sábado a Confederação Brasileira de Futebol. 

Bruno Guimarães, do Lyon, vai se juntar à equipe comandada por Tite após a saída do jogador do Real Madrid, cujo contágio com o novo coronavírus havia sido anunciado anteriormente pelo clube espanhol, informou a CBF em um comunicado. 

O treinador do Real Madrid, Zinedine Zidane, garantiu que Casemiro "tem alguns sintomas" mas que "dentro das dificuldades" está bem de saúde.

Guimarães, de 22 anos, havia sido convocado pelo técnico André Jardine para os dois jogos preparatórios da seleção olímpica contra a Arábia Saudita e o Egito, nos dias 13 e 16 de novembro, com vistas aos Jogos de Tóquio-2021. 

O meia fez parte do elenco que disputou os dois primeiros jogos das Eliminatórias Sul-Americanas em outubro, em que a 'Canarinha' venceu a Bolívia (5-0) e o Peru (4-2). No entanto, ele não jogou um único minuto. 

Agora, o capitão da seleção Sub-23 vai substituir uma figura importante do meio-campo brasileiro para os duelos contra os venezuelanos, no dia 13 de novembro, em São Paulo, e contra os uruguaios, no dia 17 de novembro, em Montevidéu.

Com Daniel Alves fora do elenco e Casemiro se recuperando, a faixa de capitão da seleção deverá ficar com o experiente zagueiro Thiago Silva. 

O desfalque de Casemiro é o quinto da lista de 23 convocadas por Tite, cuja equipe lidera as Eliminatórias com seis pontos em duas partidas, a mesma pontuação da Argentina, a quem supera no saldo de gols. 

A 'seleção' não contará para os últimos jogos internacionais deste ano com Philippe Coutinho (do Barcelona), Fabinho (Liverpool), Rodrigo Caio (Flamengo) e Éder Militão (Real Madrid).

Além disso, embora convocado, o craque Neymar só poderia jogar contra o Uruguai devido a uma lesão de adutor que se arrasta desde o final de outubro e que o impediu de disputar os últimos três jogos do PSG. 

Tite também espera a recuperação de Alex Telles, do Manchester United da Inglaterra, também infectado pela covid-19.

raa/gfe/aam