"Ser normal é se incomodar com duas mulheres se amando?", questiona Bruna Linzmeyer

Yahoo Vida e Estilo
Bruna Linzmeyer e Marta Supernova. foto: reprodução/Instagram/brunalinzmeyer
Bruna Linzmeyer e Marta Supernova. foto: reprodução/Instagram/brunalinzmeyer

A atriz Bruna Linzmeyer aproveitou o Dia do Orgulho LGBTQIA+, celebrado neste domingo (28), para fazer uma reflexão sobre sexualidade. Ela relatou um episódio em que sofreu preconceito e compartilhou um pouco sobre a própria experiência em relacionamentos com outras mulheres.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no InstagramFacebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário

“‘Orgulho é me recusar a sentir vergonha da vergonha que o outro sente de mim’. A partir dessa fala de Shawn Ahmed, penso com vocês sobre orgulho anormal”, escreveu ela na legenda do vídeo publicado em seu Instagram.

Leia também:

No relato, Bruna reflete sobre determinada vez em que parou de beijar a namorada em lugar público porque as pessoas no local se sentiram “estranhas” ao presenciarem a demonstração de carinho.

“O rolê do orgulho é ‘eu não vou parar de beijar a minha namorada, de andar de mãos dadas, de fazer o que qualquer casal hétero estaria fazendo só porque uma outra pessoa está envergonhada’”, pontuou. “Eu amo uma mulher e não tenho vergonha nem medo disso.”

A atriz conta que muitas das ofensas que recebe usam expressões como “isso não é normal”, “você não é normal”. “Ser normal é alguém que se incomoda com a presença de duas mulheres se amando?”, questionou ela, que propôs, então, defender o “orgulho anormal”.

A intérprete, que já se relacionou com homens e hoje namora a DJ Marta Supernova, ainda comentou que não teve dúvidas ao sentir atração por outras mulheres. “Eu não tive sofrimento, eu não tive dor, eu não tive confusão. Eu só estava atenta ao meu desejo e fiz o que eu estava com vontade de fazer”, contou.

Leia também