Bronze em Pequim, Rosangela Santos vira motorista de aplicativo após ser dispensada do Pinheiros

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A velocista brasileira Rosangela Santos foi às redes sociais nesta segunda-feira para desabafar sobre seu futuro no atletismo. A medalhista de Bronze na Olimpíada de Pequim, em 2008, revelou ter sido dispensada do E.C. Pinheiros e hoje está trabalhando como motorista de aplicativo para poder completar sua renda. 

- Sem nenhuma explicação plausível do responsável. Acham mesmo que vale a pena passar por tudo isso. Ter que levantar cedo, ir treinar dois períodos, depois ter que pegar o carro e fazer corridas no app para poder ter renda? Estou vendo que o momento de me aposentar do atletismo está cada vez mais perto - desabafou a velocista. 

Leia também:

- Essa situação me revoltou muito, principalmente com a falta de respeito. Ser sincero e honesto, isso não foi feito. Fui a duas Olimpíadas, campeã Pan-Americana, entre outros. Deixei de ir para outro clube para receber mais. Aceitei o corte esse ano com a promessa de receber depois, mas acabei dispensada - completou Rosangela Santos. 

Além da medalha de Bronze na Olimpíada de Pequim no revezamento 4x100, Rosangela também participou de quatro Jogos Olímpicos, Londres 2012, Rio 2016 e Tóquio 2020. A velocista também já foi a recordista Sul-Americana nos 100 metros rasos e conquistou três Ouros nos Jogos Pan-Americanos.

A atleta também recebeu o apoio do nadador Bruno Fratus, medalhista de Bronze em Tóquio 2020, que compartilhou a situação de Rosangela e chamou atenção para o caso. 

- Passada a euforia olímpica é isso que (quase sempre) sobra - escreveu o nadador em seu Twitter, onde recebeu os agradecimentos da velocista. 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos