Britânico James Vowles vai comandar a escuderia Williams

O britânico James Vowles, ex-diretor de estratégia da equipe Mercedes de Fórmula 1, vai comandar a escuderia Williams, substituindo o alemão Jost Capito, anunciou a equipe nesta sexta-feira em um comunicado.

Na Fórmula 1 há 21 anos, Vowles, de 43 anos, começou sua carreira na British American Racing, que mais tarde foi rebatizada de Honda Racing e Brawn GP - vencedora dos campeonatos de construtores e pilotos em 2009 com Jenson Button - antes de ser adquirida pela Mercedes.

"A Mercedes me apoiou muito durante minha carreira e nos separamos em excelentes termos depois de mais de 20 anos trabalhando em Brackley", no Reino Unido, onde fica a atual sede da marca, oito vezes campeã mundial de construtores da F1, declarou o bretão.

“James foi um membro valioso de nossa equipe como diretor de estratégia de automobilismo, desempenhando um papel essencial em nosso sucesso nos últimos anos”, disse Toto Wolff, CEO da Mercedes.

Vowles substituirá Jost Capito, cuja saída da direção da Williams foi anunciada no final de 2022, ao mesmo tempo em que o diretor técnico François-Xavier Demaison, cujo sucessor não foi anunciado.

A equipe Williams, com motores da Mercedes, tem como pilotos o tailandês Alexander Albon e o americano Logan Sargeant, que substitui o canadense Nicholas Latifi.

A temporada de Fórmula 1 recomeça no dia 5 de março com o Grande Prêmio do Bahrein. Antes, os testes da pré-temporada estão marcados no mesmo palco, de 23 a 25 de fevereiro.

hdy/gk/pm/aam