Briga no delivery: Rappi processa iFood por tentativa de monopólio

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
Rappi acusa iFood de práticas anticompetitivas. (Foto: Gustavo Basso/NurPhoto via Getty Images)
Rappi acusa iFood de práticas anticompetitivas. (Foto: Gustavo Basso/NurPhoto via Getty Images)

Uma disputa legal entre dois dos principais serviços de entrega por aplicativo em atuação no Brasil promete esquentar ainda mais uma briga por mercado que já estava aquecida nos últimos meses.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Segundo reportagem da Exame, a empresa colombiana Rappi submeteu um processo contra a brasileira iFood no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), por supostas práticas anticompetitivas.

Leia também:

A acusação da Rappi é de que o iFood – líder no segmento de entregas de comida por aplicativo no Brasil – faz uso de seu grande porte para criar “barreiras” de mercado que atrapalham a expansão de seus concorrentes.

Tanto o iFood quanto a Rappi oferecem serviços de entregas para os clientes, que escolhem a partir de menus virtuais em aplicativos, de restaurantes que utilizam essas empresas como intermediárias para realizar suas vendas.

O problema, segundo a Rappi, é que o iFood, utilizando-se do seu tamanho, estabelece contratos de exclusividade de longo prazo com esses restaurantes, mirando evitar que eles atuem também com serviços concorrentes, e assim limitando o cardápio fora de seu aplicativo.

Agora, o que caberá ao Cade – em processo que ainda corre sob sigilo – é definir se os contratos do iFood ferem mesmo a concorrência, ou se se enquadram no contexto de uma prática legal de mercado.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube