Briga entre torcedores de Palmeiras e São Paulo a 14 km do estádio deixa dois feridos em SP

·2 min de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Dois homens ficaram feridos na noite de quarta-feira (17), após uma briga entre torcedores de Palmeiras e São Paulo, na estação Presidente Altino, da linha 9-esmeralda, da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), na noite da última quarta-feira (17).

O confronto ocorreu por volta das 23h30, pouco tempo depois do apito final do clássico entre as duas equipes, disputado pelo Campeonato Brasileiro, em que o time do Morumbi venceu pelo placar de 2 a 0. O jogo foi realizado no estádio Allianz Parque, na Pompeia (zona oeste da capital paulista), e distante cerca de 14 km do local da briga.

A SSP (Secretaria de Segurança Pública) disse que agentes de segurança da estação foram informados sobre uma briga na plataforma de embarque e desembarque do terminal, localizado na rua Abílio Mendes Filho, no bairro Bonfim, em Osasco (Grande São Paulo).

Ao acessaram o ponto, os agentes ferroviários viram diversas pessoas com uniformes de torcidas aglomeradas e trocando agressões. Neste momento, dois homens feridos acabaram identificados. Foi necessária a intervenção da Polícia Militar para que a briga, em que foram utilizados pedaços de madeira, barras de ferro e fogos de artifício, fosse controlada. Usuários do trem gravaram parte do confronto entre os grupos.

Os dois homens feridos, um de 31 e outro de 32 anos, foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros e estão internados no Hospital Antônio Giglio, mas não correm risco.

Um artefato explosivo deixado no local acabou inutilizado pelo Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais) da Polícia Militar.

O caso foi registrado como lesão corporal pelo 5º Distrito Policial de Osasco, que solicitou perícia ao Instituto de Criminalística. Não há informações de detidos.

Em nota, a CPTM informou que a briga ocorreu na linha de bloqueios e plataforma da estação Presidente Altino, da Linha 9-Esmeralda da CPTM, e que resultou em danos ao patrimônio, sem especificar quais equipamentos foram destruídos.

A empresa também alegou que colabora com as investigações do caso e disponibiliza as imagens à delegacia especializada que apura crimes cometidos por torcedores.

Recorrente Não foi a primeira vez que torcedores do São Paulo brigaram com rivais após jogo disputado pelo Campeonato Brasileiro. Há um mês, torcedores são-paulinos haviam brigado com torcedores do Corinthians nas proximidades do terminal Diadema (ABC).

Já era final da noite de segunda-feira, 18 de outubro, quando cerca de 200 torcedores brigaram na avenida Presidente Kenedy. Um homem ficou ferido e precisou de atendimento médico. No total, 16 pessoas foram detidas.

A briga aconteceu após a vitória do São Paulo sobre o rival por 1 a 0 em partida disputada no estádio do Morumbi (zona oeste da capital paulista).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos