Briga em jogo entre Chapecoense e Inter gera gancho pesado para Bruno Silva – saiba detalhes

·1 minuto de leitura

A briga ocorrida já no "apagar das luzes" do jogo entre Chapecoense e Internacional, pelo Campeonato Brasileiro, não passou impune. E quem levou a pior foi Bruno Silva.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O atacante do time catarinense recebeu pena de sete partidas em julgamento ocorrido nesta sexta-feira na 5ª Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Já o goleiro Danilo Fernandes, do Colorado, foi punido com um jogo (já cumprido), enquanto o avante Caio Vidal, também da equipe gaúcha, acabou absolvido por unanimidade.

Caio Vidal foi julgado e absolvido | SILVIO AVILA/Getty Images
Caio Vidal foi julgado e absolvido | SILVIO AVILA/Getty Images

O incidente ocorreu já aos 50 minutos do segundo tempo, próximo à lateral do campo. João Peglow, à época ainda no Inter, impediu uma reposição rápida de bola e levou uma rasteira de Bruno Silva. O atleta da Chape ainda acertou um soco em Caio Vidal e acabou atingido por Danilo Fernandes.

O jogador dos donos da casa foi condenado com base no artigo 254-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva ("praticar agressão física durante a partida, prova ou equivalente"), enquanto o arqueiro acabou julgado pelo 250 ("praticar ato desleal ou hostil durante a partida, prova ou equivalente"). Ficou de bom tamanho?

Para mais notícias da Chapecoense, clique aqui.

Para mais notícias do Internacional, clique aqui.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos